16 fev 200 vezes Mano! Treinador chega a marca histórica pelo Cruzeiro


Treinador mais longevo entre os clubes da Série A do Brasileirão, Mano Menezes se encontra próximo de alcançar uma marca histórica pelo Cruzeiro: no jogo de domingo, o técnico irá completar 200 jogos no comando da equipe celeste.

Atualmente em sua segunda passagem no Cruzeiro, Mano iniciou sua caminhada no clube celeste em 2015; quando foi contratado para salvar a equipe da então iminente ameaça de queda à segunda divisão.

- CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Mano pegou o Cruzeiro naquela altura na incômoda 16ª colocação no Brasileirão; fora da zona de rebaixamento apenas pelo número de vitórias, e conseguiu uma grande campanha de recuperação. O time terminou o Campeonato no 8º lugar, passando perto de se classificar para a Copa Libertadores do ano seguinte.

Saída para a China

Apesar da bela campanha, Mano Menezes acabou não ficando no Cruzeiro para o ano seguinte. Após o fim do Brasileirão, o clube chinês Shandong Luneng pagou a multa rescisória do contrato de Mano com o time mineiro e o contratou por duas temporadas. A saída do treinador irritou parte da torcida celeste, que chegou a até apelidar, ironicamente, o técnico de “Money Menezes”.

Após a saída de Mano Menezes para a China; o Cruzeiro voltou a ter problemas de desempenho e troca de treinadores e mais uma vez passou a correr risco de rebaixamento. Após as frustrantes passagens do ex-atacante Deivid e do português Paulo Bento, Mano mais uma vez foi acionado e aceitou o desafio de mais uma vez livrar o clube celeste de uma inédita queda à segunda divisão.

Segunda passagem

Quando assumiu o comando do clube, em sua segunda passagem, Mano Menezes encontrou um Cruzeiro em situação dificílima, deixado por Paulo Bento na penúltima posição do Campeonato Brasileiro e com um time esfacelado. Mano então organizou o clube e contando com o auxílio de Ramón Ábila e Rafael Sóbis, contratados para reforçar a equipe no meio do ano, recuperou o futebol do clube. O Cabuloso terminou aquele Brasileirão no 12º lugar e de quebra chegou à semifinal da Copa do Brasil daquele ano.

Após o fim da temporada de 2016, Mano Menezes voltou a receber sondagens do exterior; mas dessa vez bancou sua permanência no Cruzeiro e pela primeira vez começou um ano a frente do clube, podendo planejar a temporada desde o início.

Tal possibilidade logo mostrou resultados e, com um time reforçado, Mano Menezes recolocou de vez o Cruzeiro entre as melhores equipes do país, coroando sua passagem com um bicampeonato da Copa do Brasil. Feito inédito no futebol brasileiro.

Possibilidade de se tornar o segundo técnico que mais comandou o clube

De contrato renovado até o fim de 2019; Mano Menezes provavelmente irá chegar a números ainda mais impressionantes no comando do Cruzeiro. Atualmente, Mano é o quinto técnico com mais jogos pelo Cruzeiro, somando 199 partidas comandando a equipe.

Como a temporada brasileira tem em média 70 jogos, para os clubes que disputam a Série A; se nada acontecer de anormal o treinador celeste irá alcançar o posto de segundo técnico que mais dirigiu o clube na história. Na sua frente estão Matturio Fabbi, com 201 jogos, atrás de Niginho, com 247, Levir Culpi, com 257 e o até então inalcançável Ilton Chaves, com 389 partidas comandando o Cruzeiro.

Técnicos que mais comandaram o Cruzeiro na história:

1º – Ilton Chaves – 389 jogos

2º – Levir Culpi – 257 jogos

3º – Niginho – 247 jogos

4º – Matturio Fabbi – 201 jogos

5º – Mano Menezes – 199 jogos

6º – Airton Moreira – 191 jogos

7º – Ênio Andrade – 187 jogos

8º – Orlando Fantoni – 172 jogos

9º – Adilson Batista – 169 jogos

10º – Marcelo Oliveira – 169 jogos

Por: Maic Costa


Deixe seu comentário, curta e compartilhe





Mais para você