22 jan 2009 – 2019: Veja dez jogadores que vestiram a camisa do Cruzeiro e você nem lembra


Olá, China Azul!

A temporada de 2019 está apenas começando e os times ainda estão montando seus elencos. Até o início da próxima semana, creio eu, o Cruzeiro já terá Dodô, Marquinhos Gabriel e Rodriguinho treinando com todo o elenco. Três contratações que são verdadeiros reforços, com expectativa de terem muitos minutos em campo e demostrarem bom futebol.

- CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Aproveitando o período de transferências, o Portal Guerreiro dos Gramados listou 10 jogadores que, de 2009 para cá, vestiram o manto azul e você, torcedor, provavelmente nem se lembra. Vamos à lista:

 

1- Gustavo (zagueiro)

Foto: Cruzeiro/Press Foto: Cruzeiro/Press

Chegou ao Cruzeiro em 2009, emprestado pelo Palmeiras. Fez 7 jogos no estadual e dois pelo brasileirão. Acabou sofrendo uma grave lesão que o tirou da temporada. Ao final desta, acabou acertando com o Vasco da Gama

2- Robert (atacante)

Chegou ao Cruzeiro em Julho de 2010, após boa passagem também pelo Palmeiras. Com um contrato de empréstimo, Robert teve passagem bem discreta, com 14 jogos e 3 gols. Seis meses depois, foi liberado pra assinar outro contato de empréstimo, desta vez com o Bahia.

3- Pablo (lateral direito)

Pablo chegou ao Cruzeiro em 2010 e foi apresentado ao lado do zagueiro Leo (nem preciso falar sobre o nosso zagueirasso, né). Como titular da lateral esquerdo, Pablo fez  35 jogos e não marcou gol. O lateral não encantou a diretoria que, após um ano, o devolveu ao Real Zaragoza, dono do seu passe.

4- André Dias (atacante)

André Dias foi contratado em janeiro de 2011 com a missão de ser um dos artilheiros do Cruzeiro. O atacante até estreou com gol, na vitória por 1 a 0 em cima do Villa Nova, porém não encantou. Tendo feito apenas seis jogos até o meio do ano, André Dias rescindiu o contrato e foi parar no América MG, para a disputa do Brasileirão.

5- Sandro Silva (volante)

Lembro-me de que à época (junho de 2012), a contratação de Sandro Silva havia sido muito comemorada. O jogador vinha de ótima temporada pelo internacional, formando uma baita dupla de volantes com Guiñazu. No Cruzeiro, porém a realidade foi outra. Com apenas 11 partidas pelo clube, Sandro Silva saiu sem deixar saudades. No ano seguinte, o jogador foi procurado pelo Málaga (detentor de seu passe) para uma rescisão de contrato. Na sequência, acabou assinando com o Vasco da Gama por 3 anos.

6- Nirley (zagueiro)

Contratado junto ao Criciúma, o zagueiro Nirley chegou ao Cruzeiro em janeiro de 2013, aos 24 anos de idade. Preterido por Marcelo Oliveira, Nirley fez apenas 3 jogos pelo Cruzeiro, sendo dois deles pelo campeonato mineiro e um amistoso. O jogador teve seu contrato rescindido em setembro do mesmo ano.

7- Diego Árias (volante)

Embora a intenção fosse postar um atleta a cada ano, não posso deixar o craque de bola, Diego Arias, para trás. O volante colombiano foi uma das primeiras contratações da era Silva de Pinho Tavares. À época, o então presidente celeste disse que estava contratando um jogador de seleção (havia sido convocado uma única vez e jogado apenas 14 minutos) e que havia visto muitos tapes e videos bons do volante. Resultado: Árias ficou encostado por 9 meses no elenco e foi estrear apenas em Setembro, em jogo válido pelo campeonato mineiro. Após o fim da temporada, Árias e Cruzeiro acertaram uma rescisão amigável. O volante foi parar no Atlético Nacional, de Medellín, no qual conquistou diversos títulos, inclusive a Copa Libertadores de 2016, tendo o número 8 às costas e protagonizando um papel importante naquele elenco campeão. Foram mais de 150 jogos pelo Nacional de Medellín.

8- Javier Reina (Meio-campista)

Outro colombiano no ostracismo celeste. Javier Reina foi revelado pelo tradicional América de Cali e, aos 19 anos, foi contratado como uma promessa futura. O jogador esteve no sub-20 em 2008 e, a partir de 2009, começou a rodar de empréstimo por clubes como Vitória, Ipatinga e Ceará. Sem nenhum destaque, Reina disputou apenas duas partidas pelo Cruzeiro e deixou o clube de forma definitiva após o fim de seu contrato.

9- Jackson (lateral direito)

Aos 23 anos, Jackson chegou ao Cruzeiro em janeiro de 2012, contratado por Dimas Fonsceca. Vindo de empréstimo do Dallas FC, o lateral foi contratado por meio de análises de vídeo. E obviamente não deu certo. Fez apenas um jogo – um amistoso de pré-temporada contra o Mamoré – e acabou rescindindo contrato de forma amigável no dia 5 de Abril.

10- Sebastian Prediger

Essa aí, possivelmente, tá na cabeça de alguns torcedores fanáticos do Cruzeiro. Como pode, meu deus? Contratar um jogador que ganhava em EURO para não jogar uma partida sequer pelo clube? Você, que reclama da gestão atual e de alguns jogadores do Cruzeiro, tente se lembra do início da década.
Sobre Prediger, o volante argentino foi contratado em julho de 2010, junto ao Porto. O gringo chegou e, sob o comando de Cuca, não fez uma partida sequer pelo Cruzeiro, inclusive, sendo relacionado pouquíssimas vezes. No final do ano, o volante pediu a rescisão de contrato e teve seu pedido aceito

EXTRA – Fábio Lopes

A princípio eram só dez, mas estou me divertindo lembrando de atletas que vivem no esquecimento da torcida do Cruzeiro. Para fecharmos a seleção com chave de ouro, trago aqui mais uma surpresa:  Fábio Lopes. Alguém se lembra?

Em janeiro de 2012, tal como veio o lateral Jackson e o volante Árias, Dimas prometeu um reforço ofensivo interessante, que chegaria para somar. Sendo assim, na semana seguinte após sua declaração, o então diretor executivo do Cruzeiro anunciou o acerto com o atacante Fábio Lopes, de 26 anos, vindo do Cereso Osaka – JAP. O jogador foi estrear apenas em Abril, em confronto válido pela última rodada do campeonato mineiro. Pouco prestigiado, Fábio chegou a integrar a equipe B do Cruzeiro e, no dia 17 de Junho, acertou sua rescisão amigável com o clube.

Por: Paulo Pianetti


Deixe seu comentário, curta e compartilhe





Mais para você