06 jun A Era das Penalidades


Ontem, após empate por 2 a 2 no tempo normal, o Cruzeiro venceu o Fluminense nas penalidades e avançou para as quartas da Copa do Brasil. Essa foi a quinta classificação do Cruzeiro, em sete disputas de pênaltis nas últimas cinco temporadas. Em todas os goleiros cruzeirenses pegaram pelo menos uma cobrança.

Tudo começou nas oitavas de final da Libertadores 2015, quando eliminamos o São Paulo e avançamos para enfrentar o River. Ali, ainda com Marcelo Oliveira, começaria esse ciclo de embates nos pênaltis, que por mal ou por bem, se tornou uma característica do time de Mano Menezes, bicampeão da Copa do Brasil.

- CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Porém, é sempre bom lembrar que fórmulas não são infalíveis e por mais que tenhamos essa característica, a vitória deve sempre vir no tempo normal, evitando mais desgastes e um aumento do risco de eliminação. Em 2017 fomos eliminados duas vezes desta forma. Ontem contra o Fluminense suamos frio mas a maestria de Fábio e a má qualidade dos batedores tricolores nos salvaram de uma dolorosa queda em casa.

Retrospecto do Cruzeiro em penalidades nas últimas temporadas:
Quartas da Copa Libertadores 2015:
– Cruzeiro 1 a 0 São Paulo (4 a 3 nos pênaltis, Fábio defendeu 2)

Primeira fase da Copa Sul-Americana 2017:
– Nacional-PAR 2 a 1 Cruzeiro (3 a 2 nos pênaltis, Rafael não defendeu nenhum)

Semifinal da Copa do Brasil 2017:
– Cruzeiro 1 a 0 Grêmio (3 a 2 nos pênaltis, Fábio defendeu 1)

Semifinal da Primeira Liga 2017:
– Londrina 2 a 2 Cruzeiro (3 a 1 nos pênaltis, Rafael defendeu 1)

Final da Copa do Brasil 2017:
– Cruzeiro 0 a 0 Flamengo (5 a 3 nos pênaltis, Fábio defendeu 1)

Quartas da Copa do Brasil 2018:
– Cruzeiro 1 a 2 Santos (3 a 0 nos pênatis, Fábio defendeu 3)

Oitavas da Copa do Brasil 2019:
– Cruzeiro 2 a 2 Fluminense (3 a 1 nos pênaltis, Fábio defendeu 1)

Resultado de imagem para fábio cruzeiro 05/06/2019


Deixe seu comentário, curta e compartilhe





Mais para você