24 mar Alguém anotou a placa? (Cruzeiro 5 x 0 Patrocinense – Campeonato Mineiro 4ª de final)


Salve, guerreiros!

O local: Mineirão.

- CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE -

O mandante: Cruzeiro

O visitante: CAP (Com um escudo parecido com o CAM)

Não sei vocês, mas apenas eu tive um “dejà vu” com dois certos 5 x 0 em um passado recente nas fase agudas do Campeonato Mineiro? Que Cruzeiro surpreendente foi aquele deste sábado? Nem o mais otimista torcedor da Raposa esperava um time que buscasse o gol durante os noventa minutos da partida. O que será que colocaram na água do Mano Menezes que ele não brigou com o time por fazer tantos gols (risos)? O fato é que a máquina azul e branca atropelou o time de Patrocínio sem dó, nem piedade, e cabe a pergunta: Será que o Lara realmente vai querer vir ao Brasil enfrentar “La Bestia Negra”?

O jogo

Os corajosos que ousaram ir à Toca da Raposa 3 neste sábado foram premiados com uma atuação de gala do Maior time de Minas Gerais. Um partidaço para ninguém colocar defeito. O Cabuloso construiu o placar com muita naturalidade, entrando na fechada defesa do Patrocinense do jeito que quis. Pela esquerda, pela direita, pelo meio, não havia espaço que nossos guerreiros não pudessem encontrar. Rodriguinho, Robinho, Marquinhos Gabriel e Fred deram o tom da festa de gols. Nosso quarteto de frente vai deixando uma ótima dor de cabeça para o Mano quando Thiago Neves voltar.

Não demorou muito para o Cruzeiro abrir o marcador. Apenas sete minutos e a Raposa já estava classificada para as semifinais do Mineiro dois mil e dezenove.  Em um movimento rápido, Fred pega a defesa saindo e sai na cara do gol. Seu faro de atacante não falha, em uma bola dessas ele não perde.

No melhor estilo passa boi passa boiada o Cruzeiro foi aumentando a contagem pouco a pouco. Mesmo nos  momentos em que o Patrocinense esboçava reagir, a dupla de volantes, em minha opinião deveriam ser os titulares, os Lucas muitos seguros frustravam qualquer iniciativa.

O ladrão da noite, Rodriguinho, roubou duas bolas que resultaram em gol, além de um golaço em que costurou toda defesa adversária. Fez uma apresentação impecável. Marquinhos Gabriel marcou um lindo gol de cavadinha após jogada em velocidade sair frente a frente com o goleiro Jefferson e encobrindo-o, uma pintura.

Não dá para apontar um Guerreiro de Ouro em campo hoje, todos funcionaram muito bem. Nesses caso, vou dedicar a honraria ao comandante Mano Menezes. Não teremos Guerreiro de lata também, pelo mesmo motivo. É daqueles jogos a apresentação foi perfeita. Que siga assim.

FICHA TÉCNICA

CRUZEIRO 5 X 0 PATROCINENSE

Local: Estádio Mineirão, Belo Horizonte (MG)
Data: Sábado, 23 de março de 2019
Horário: 19h (de Brasília)
Árbitro: Ronei Candido Alves
Assistentes: Frederico Soares Vilarinho e Marcyano da Silva Vicente

Gols: Fred, aos 7 do primeiro tempo, Rodriguinho, aos 20 do primeiro tempo e 29 do segundo tempo, Marquinhos Gabriel, aos 1 e 3 do segundo tempo (Cruzeiro)
Cartões: Mauro Viana, Dedê (Patrocinense)

CRUZEIRO: Fábio, Edílson, Léo, Dedé, Egídio, Lucas Silva, Lucas Romero, Robinho (David), Marquinhos Gabriel (Jadson), Rodriguinho, Fred (Sassá)
Técnico: Mano Menezes.

PATROCINENSE: Jefferson, Kellyton, Juninho, Betão, Lucas Chinaqui (Ian), Mauro Viana (Leandro Oliveira), Arilson, Bruno Moreno, Tony Galego (Maikon Aquino), Dedê.
Técnico: Rodrigo Fonseca

Agora é ficar na expectativa de o Deportivo Lara vai aparecer para finalmente o Cruzeiro jogar na segunda rodada da Libertadores. Caso consiga chegar dessa vez, a partida será na próxima quarta (27/03).

Guerreiro dos Gramados. Nossa torcida, nossa força!

Por: Álvaro Jr


Deixe seu comentário, curta e compartilhe





Mais para você