Tudo azul e branco no troféu Tele Santana e Guará

Fábio, Jonathan, Thiago Heleno, Léo Fortunato, Jadilson, Fabrício, Marquinhos Paraná, Ramires, Wagner, Guilherme, Marcelo Moreno, Alvimar Perrela, José Mário Campeiz e Adilson Batista foram os nomes responsáveis em honrar mais uma vez o manto azul estrelado, em mais duas premiações, realizadas pela TV Alterosa, o Troféu Tele Santana e o Troféu Guará, pela Itatiaia.

Raul Plasmann: O primeiro goleiro ídolo da China Azul

O primeiro goleiro ídolo da torcida cruzeirense foi contratado ao São Paulo em 1966. Sua estréia foi logo contra o maior rival. Raul jogou com uma camisa amarela, emprestada pelo lateral esquerdo Neco, pois a do goleiro titular, Tonho, era pequena demais nele.

Recordar é viver, Cruzeiro x Villa Nova-MG

Cruzeiro e Villa Nova, vem apresentando ao longo dos anos, verdadeiros espetáculos do futebol mineiro. A rivalidade entre as duas equipes é algo histórico dentro e fora dos estádios, com jogos disputados em Nova Lima e quebra de recordes, no Mineirão.

No mínimo muito preocupado

Caros amigos, não sei se viram o mesmo jogo que eu, mas faltou brilho, creio que tenha sido pela ausência do meia Wagner, mais de qualquer jeito depois de ontem confesso que estou no mínimo muito preocupado.

Ramires o procurado em campo

Particularmente, não compartilho com a idéia de poupar jogadores. Eles são muito bem pagos (mas muito mesmo) para exercer uma profissão que é uma paixão nacional, além de vivenciar um mundo fora da realidade do povo brasileiro: carros importados, hotéis de luxo, viagens de avião, fartura de comida, loiras bonitas

Ataque bem servido


Muitas vezes questionado em 2008, o ataque do Cruzeiro começou o ano de 2009 mostrando muito serviço. Ta certo que o setor foi o mais reforçado da equipe com nada mais que cincos jogadores

O dia em que o Leão pagou de gatinho

Eu já sabia! Tentaram fazer terrorismo sobre as dificuldades de pegar o Villa Nova no pequeno estádio Castor Cifuentes, em Nova Lima, mas não adiantou: o Cruzeiro bateu de 3, jogando tranquilamente. Tudo era muito previsível, a começar pelas circunstâncias da partida: pegar um Leão dentro de um alçapão.

Alessandro “sorriso”

Queria primeiramente me desculpar com todos os Guerreiros por não ter postado nada desde o ano passado, agora sem sombra de duvidas não faltaria assunto.