21 mar Começou o ano (Cruzeiro 3 x 0 Caldense – Campeonato Mineiro 11ª rodada)


Salve, guerreiros!

Declaro oficialmente encerrada a pré-temporada celeste! A partida desta quarta contra a Caldense na Toca da Raposa 3 foi pela derradeira rodada da fase de classificação do “Queijão 2019”. Sábado já enfrentamos a Patrocinense pelas quartas de final às 19h em partida única. E por fim, na quarta seguinte, aparentemente conseguiremos jogar contra o Deportivo Lara pela segunda rodada da fase de grupos da Libertadores. Como disse acima, a coisa agora ficou séria. Não que este colunista dê tanta importância assim ao Mineiro, mas, em sã consciência algum cruzeirense gostaria de ser eliminado pelo time de Patrocínio?

- CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE -

O jogo

Partida de um tempo só. O Cruzeirão Cabuloso teve domínio total do jogo em todo tempo. Fábio foi um mérito expectador privilegiado do embate. A Raposa construiu o placar com naturalidade na primeira etapa para apenas administrar na segunda. Nem vou me dar ao trabalho de dividir a analise em primeiro e segundo tempo.

O que chamou a atenção foram o volume de jogo e a variação de jogadas celestes. Um tsunami azul foi o que a Caldense viu, aliás, não viu(risos). Pela direita com Edilson, pela esquerda, hora com David, hora com Dodô. Pelo meio com Robinho, Marquinhos Gabriel, Fred no pivô… Que Cruzeiro lindo de ver jogar! Um verdadeiro rolo compressor.

Com uma assistência e um gol, já adianto nosso Guerreiro de ouro de hoje: David. Está certo que a pintura da noite foi o golaço-aço-aço do Marquinhos Gabriel, mas, a jogada de ponta do David com direito a drible desconcertante foi qualquer nota. Definitivamente nosso Guerreiro de ouro.

O Capita Henrique ficará com nosso Guerreiro de lata apenas pelo cartão bobo que levou por retardar cobrança de lateral. Nosso camisa oito fica de fora das quartas de final por conta desse erro bobo. A Raposa ainda teve tempo de marcar o terceiro com Don Fredon e dar números finais ao marcador.

O segundo tempo, bem, não há muito o que dizer. Mano promove as substituições necessárias para dar rodagem e oxigenar o time. O placar elástico tira o ímpeto da Raposa, o que é uma pena, pois ainda não pudemos ver Vinícius Popó atuar em um time que busca efetivamente o gol. Espero que a torcida celeste entenda isso antes de começar a queimar o rapaz.

CRUZEIRO 3 X 0 CALDENSE

MOTIVO: 11ª RODADA – CAMPEONATO MINEIRO

DATA: 20/03/2019 ( QUARTA-FEIRA)

LOCAL: MINEIRÃO, EM BELO HORIZONTE – MINAS GERAIS, BRASIL

PÚBLICO PAGANTE: 4.340

PÚBLICO PRESENTE: 7.623

RENDA: R$ 59.259,00

GOLS: DAVID AOS 8′, MARQUINHOS GABRIEL AOS 32′ E FRED AOS 38′ DO PRIMEIRO TEMPO

ÁRBITRO: MARCO AURÉLIO AUGUSTO FAZEKAS FERREIRA

CRUZEIRO: FÁBIO, EDILSON, LÉO, FABRÍCIO BRUNO, DODÔ, ARIEL CABRAL (LUCAS SILVA), HENRIQUE, ROBINHO, MARQUINHOS GABRIEL, DAVID (JADSON), FRED (VINÍCIUS POPÓ)

TÉCNICO: MANO MENEZES

CALDENSE: OMAR, CARLINHOS, RENATO SILVEIRA, RODOLFO MANOEL, EDU PINA, RENAN, FELIPE BAIANO (JEAN), ROMÁRIO, JUDSON (LORRAN), JÚLIO

TÉCNICO: MAURO FERNANDES

CARTÕES AMARELOS: FABRÍCIO BRUNO, HENRIQUE (CRUZEIRO); RENAN, JEAN (CALDENSE)

Como já afirmamos acima, o Maior de Minas volta ao campo neste sábado contra a Patrocinense pelas quartas de final em jogo único. Até lá, China Azul.

Guerreiro dos Gramados. Nossa torcida, nossa força!

Por: Álvaro Jr

 


Deixe seu comentário, curta e compartilhe





Mais para você