02 jan A campanha Celeste e a arbitragem do Brasileirão


Em novembro de 2008, foi divulgada uma tabela do Campeonato Brasileiro modificando os resultados que foram determinados de acordo com erros dos árbitros. Nessa nova classificação o Grêmio seria o líder da Série “A” com 62 pontos, um a menos do que possuia na realidade, seguido pelo Cruzeiro com os mesmos 61 pontos.

A grande diferença na parte de cima da tabela seria para o São Paulo, que era o líder, e o Palmeiras, esses perderiam seis e três pontos respectivamente. Em uma disputa tão acirrada como a de 2008, os erros dos juízes fizeram muita diferença e pesaram bastante no resultado final da competição, prejudicando o trabalho de um ano inteiro de todos os clubes. É preciso cobrar uma melhor preparação daqueles que são responsáveis por organizar a maior paixão dos brasileiros, o nosso querido futebol. Para nós cruzeirenses, a situação é frustrante, afinal estaríamos colados na liderança e com folga em relação aos outros concorrentes. Mas nessa hora, é preciso lembrar que não somente a arbitragem prejudicou a conquista do nosso tri-campeonato brasileiro. 

- CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Devemos lembrar-nos dos preciosos pontos perdidos contra São Paulo e Palmeiras no Mineirão, adversários diretos na luta pela taça. Sem falar de jogos contra times de qualidade inferior que complicamos em campo, como o empate com o Ipatinga no Vale do Aço, a derrota para o Goiás e a tragédia contra o Coxa dentro da Toca 3. Na reta final do Brasileiro precisavamos estar atentos para não tropeçarmos. Apoiamos os jogadores e a comissão técnica incondicionalmente, cobramos os resultados, cantamos e gritamos os hinos para levantar a moral dos nossos Guerreiros. – O que não podemos deixar de fazer é cobrar da diretoria a contratação de bons reforços para a essa temporada e uma melhor preparação para a equipe conquistar a tão sonhada Libertadores e também o Mundial, que em 2008 escaparam justamente por erros inadmissíveis para um clube como o Cruzeiro.

Mais sorte e competência em 2009.


Deixe seu comentário, curta e compartilhe





Mais para você