03 jun Cruzeiro joga bem, mas fica no quase contra o São Paulo


A torcida celeste ficou com a sensação do “quase” na tarde deste domingo (02). O Cruzeiro foi ao Pacaembu enfrentar o São Paulo e ficou no empate por 1 a 1. Apesar de estar jogando fora de casa, a Raposa foi superior em muitos momentos e teve o domínio da partida.

O jogo

Precisando acabar com a sequência de derrotas no Brasileirão, o Cruzeiro começou a partida mais agressivo e teve maior posse de bola. Mas foi o São Paulo que abriu o placar. Aos 14 minutos, Ariel Cabral não conseguiu parar Alexandre Pato, que recebeu passe de Reinaldo e bateu no canto direito de Fábio. 1 a 0 para o Tricolor.

- CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE -

A Raposa continuo dando trabalho até o final do primeiro tempo. Mas para azar dos cruzeirenses e sorte dos tricolores, o Cruzeiro falhava na hora de finalizar.

Segundo tempo

A sensação do quase só aumentou no segundo tempo. O Cruzeiro buscou bastante o gol e aos 4 minutos viu Thiago Neves chutar para fora, à esquerda do gol. Mas o camisa 10 buscou sua redenção e aos 22 minutos fez o gol de empate da Raposa.

Conhecido pela sua grande habilidade na bola parada, aos 22 minutos, Thiago Neves não decepcionou e fez uma cobrança de falta perfeita. Tudo igual no Pacaembu.

A virada quase vei com David, aos 25 minutos e Egídio, aos 53 minutos. Mas as duas chances foram evitadas pelo goleiro Tiago Volpi, destaque da partida.

Agenda

O Cruzeiro tem decisão no meio de semana. Na quarta-feira (05), a Raposa recebe o Fluminense no Mineirão pelo segundo jogo das oitavas de final da Copa do Brasil.

Ficha técnica SÃO PAULO 1 X 1 CRUZEIRO

Motivo: 7ª rodada do Campeonato Brasileiro
Data: 02/06/2019 (domingo)
Local: estádio Pacaembu, em São Paulo-SP
Árbitro: Bráulio da Silva Machado-SC (Fifa)
VAR: Heber Roberto Lopes-SC (CBF-MTR)
Gols: Alexandre Pato, aos 14 min. do 1º tempo; Thiago Neves, aos 22 min. do 2º tempo
São Paulo: Volpi; Hudson (Igor Vinícius), Bruno Alves, Anderson Martins e Reinaldo; Luan, Tchê Tchê, Hernanes (Igor Gomes) e Vitor Bueno (Marcos Calazans); Alexandre Pato e Toró
Técnico: Cuca
Cruzeiro: Fábio; Lucas Romero, Léo, Dedé e Egídio; Henrique, Ariel Cabral (Lucas Silva), Robinho, Thiago Neves (David) e Marquinhos Gabriel; Fred (Sassá)
Técnico: Mano Menezes
Cartões amarelos: Robinho e Thiago Neves (Cruzeiro); Tchê Tchê e Igor Vinícius (São Paulo)


Deixe seu comentário, curta e compartilhe





Mais para você