19 jan Eclético – (Guarani 1 x 3 Cruzeiro – Campeonato Mineiro 1ª rodada)


Salve guerreiros!

Eclético

- CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Adjetivo

  1. Que seleciona o que parece ser melhor em várias doutrinas, métodos ou estilos.
  2. Composto de elementos colhidos em diferentes fontes.

 

Assim o Cruzeiro inicia a temporada em dois mil e dezenove. Abusando do repertório e variações de jogadas, a Raposa deixou tonto o Guarani de Divinópolis, que quando assustou, já havia levado dois na sacola. Mano Menezes prometeu um time mais ofensivo esse ano, mas, não sou bobo de me basear em Campeonato Mineiro. Vencer e golear as tímidas agremiações do interior, com o perdão do clichê, não é mais que a obrigação. Vamos aos detalhes:

O jogo

A partida de estréia foi “mamão com açúcar”. Apesar do forte calor em “Divicity”, como dizem uns amigos por lá, o Cruzeiro fez um jogo tranqüilo e construiu o placar com extrema facilidade. Podemos até afirmar que o 1 x 3 ficou barato para o time da casa. Mano levou a campo o que entende ser a base que vai a busca das conquistas esse ano, a exceção de Fred e Thiago Neves que estão contundidos. Larga na frente para ocupar a vaga deixada pelo “Judas” uruguaio, o meia Rafinha, mas, vamos aguardar a confirmação, parece ter se contundido seriamente no ultimo lance da partida.

Jogo entre Guarani x Cruzeiro pela primeira rodada do Campeonato Mineiro 2019 em Divinópolis. Foto: Bruno Haddad/Cruzeiro Jogo entre Guarani x Cruzeiro pela primeira rodada do Campeonato Mineiro 2019 em Divinópolis.
Foto: Bruno Haddad/Cruzeiro

Primeiro tempo

O Cruzeiro foi elétrico na primeira etapa. “Gastou” a bola com ótimos lançamentos, variações, inversões, passes em profundidade… Como o entrosamento é importante! O time celeste se conhece, se posiciona corretamente, troca passes com muita facilidade. Assim, foi logo de início abrindo o marcador com Raniel após bela assistência de David, que está fininho. Falando nele, tem tudo para reviver no Cruzeiro esse ano as boas atuações dos tempos de Vitória.

O segundo gol veio em passe preciso de Lucas Silva, encontrando Robinho que teve frieza para cortar a marcação e ampliar a contagem. Como é natural, o Cruzeiro tirou um pouco o pé, entretanto, explorava preciosos contra-ataques que foram sendo desperdiçados. Como diz o mestre Muricy Ramalho, “a bola pune”, e cobrou o desperdício celeste com um gol do Alemão do Guarani aproveitando rebote na entrada da área e deixando Fábio imóvel. Aproveitem essa cena, pois ela é muito rara.

Segundo tempo

Esta etapa prometia um Guarani mais animado em função do gol nos últimos minutos do primeiro tempo, mas, Raniel tratou logo de dar um banho de água fria nos caras. Logo a um minuto desta etapa, marca o terceiro já dando números finais ao placar. A partir daí, a Raposa só fez administrar seu resultado jogando com a segurança costumeira.

Mano promove a entrada de Romero na vaga de Lucas Silva, Renato Kaizer na vaga de David, e por fim, a pedido da torcida, Sassá por Raniel. Oxigenou o time no forte calor da tarde, mas não encontrou efetividade, pois a Raposa quase não incomodou o goleiro Leandro a partir daí.

Guerreiro de ouro fica com Raniel. Com seu faro de gol deixou dois nesta tarde e conquistou nossa honraria. Guerreiro de lata, só porque precisa de um, fica com Edilson. O lateral ficou sumido quase todo jogo. Que a Raposa siga assim, abrindo o leque de jogadas e vencendo seus adversários no Mineiro preparando-se para os grandes desafios que teremos nessa temporada.

FICHA TÉCNICA
GUARANI 1 x 3 CRUZEIRO

Local: Estádio Farião, Divinópolis (MG)
Data: 19 de janeiro de 2019 (Sábado)
Horário: 16h30 (horário de Brasília)
Árbitro: Felipe Fernandes de Lima
Assistentes: Pedro Araújo Dias Cotta e Helen Aparecida Gonçalves Silva Araújo.
Cartão amarelos: Henrique (CRU)
Gols:
GUARANI: Alemão, aos 42 minutos do 1º Tempo
CRUZEIRO: Raniel, aos 14 minutos do 1º Tempo e a 1 minuto do 2º Tempo, e Robinho, aos 18 minutos do 1º Tempo

GUARANI: Leandro; Denis (Yuri), João Marcos, Paulão e Magalhães; Alemão, Renato Xavier e Leomir (Ewerton Maradona); Paulo Morais, Charles (Douglas) e Pedro Felipe
Técnico: Gian Rodrigues

CRUZEIRO: Fábio, Edilson, Léo, Dedé e Egídio; Henrique, Lucas Silva (Lucas Romero), Rafinha, Robinho, David (Renato Kayzer); Raniel (Sassá)
Técnico: Mano Menezes

A Raposa volta a campo na próxima quarta-feira em casa contra o Patrocinense. Será a estréia de nossos Guerreiros na Toca da Raposa 3 Esse ano. Hora de prestigiar. Até lá, China Azul!

Guerreiro dos Gramados. Nossa torcida, nossa força!

Por: Álvaro Jr

Confira os melhores momentos da partida:


Deixe seu comentário, curta e compartilhe





Mais para você