14 maio Equilíbrio enfim! (Cruzeiro 2 x 0 Sport – Campeonato Brasileiro 5ª rodada)


Salve, guerreiros!

Feliz! Finalmente uma coluna feliz. Prometo a nossos amigos leitores não reclamar de absolutamente nada do Cruzeiro na analise de hoje. Uma Raposa jogando com extrema inteligência, mesmo sem aquele que tem sido seu principal jogador, Thiago Neves. De Arrascaeta aproveitou-se e chamou para si todo o protagonismo neste domingo. Apesar de não ser o melhor horário para os atletas, o jogo às 11 da manhã de domingo caiu no gosto do torcedor, que tem levado toda família ao estádio, principalmente neste domingo das mães. Uma ação bem interessante foi colocar a mãe do jogador Lucas Silva como fotógrafa. Claro que teremos muitas fotos do atleta, “muso” das torcedores celeste, e obviamente, da sua mamãe fotógrafa. Serão muitas fotos do jogador que está feliz, recuperou a titularidade, tem jogado bem e cuja a renovação do seu empréstimo é quase certa se depender do clube e do atleta. Vamos ver o que o detentor de seus direitos, o Real Madrid acha disso.

- CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE -

O jogo

O Cruzeiro fez uma partida muito sólida. Buscou a vitória desde os primeiros minutos, como deve ser. Mano Menezes parece ter entendido que em seus domínios, a Raposa tem que impor-se, controlar o jogo e somar pontos. O Cruzeiro cumpriu a missão à risca. Fora alguns poucos lances em que necessitaram da intervenção de Fábio, que está lá para isso, O Cruzeiro teve amplo domínio durante toda partida. Não fossem alguns erros do bandeira, poderíamos até ter tido um resultado melhor, mas, a satisfação da vitória jogando bem é a impressão que fica no final.

Primeiro tempo

Desde o início o Cruzeiro partiu para cima do time pernambucano. O Leão do Recife, entretanto se defendia bem. A primeira chance clara veio com Sassá que chutou por cima um rebote dado pelo goleiro Magrão, mas, o lance havia sido paralisado em erro do bandeira que invalidou o ataque, mesmo que Sassá tivesse acertado, o placar não seria alterado. O gol mesmo só saiu no finalzinho desta etapa, numa cabeçada perfeita de Dedé com assistência do uruguaio De Arrascaeta. Falando em Dedé, que susto ele nos deu em um choque sem intenção com o companheiro de zaga Léo. Calma, Léo!

Segundo tempo

Quando este colunista já esperava pelo Manobol no segundo tempo por causa da vantagem mínima no marcador, o Cruzeiro surpreendentemente continua em busca do gol. Ele vem, e que golaço de De Arrascaeta, o nome do jogo. Foi um lance daqueles que entram para a história do Cruzeiro. A imagem é apaixonante, ele luta pela bola, rouba, endireita o corpo, levanta a cabeça e bate certeiro no canto esquerdo de Magrão sem chance de defesa. Guerreiro de ouro pra ele. Eu prometi não reclamar de nada, então, os motivos para o Guerreiro de lata vão ficar no imaginário dos leitores, a “honraria” fica com Robinho.

Vocês pensam que o Cruzeiro recuou o time e foi praticar o Manobol mesmo vencendo por 2 gols? Claro que não! A Raposa inteligentemente foi mantendo a posse, girando a bola e buscando novas oportunidades. O Sport, evidentemente saiu e ficou exposto, e o Cruzeiro poderia ter matado o jogo em várias oportunidades, mas a má pontaria atrapalhou. Enfim a Raposa apresentou o equilíbrio que temos cobrado aqui em nossa coluna. Se continuar apresentando-se como ontem, o Cruzeiro será um time difícil de ser batido. Ainda deu tempo de Dedé forçar o terceiro amarelo que o tirará do clássico, mas, com a maratona que o Cruzeiro vai enfrentar, e o histórico recente de lesões do zagueiro, ele merece esse descanso.

FICHA TÉCNICA
CRUZEIRO 2 X 0 SPORT

Local: Mineirão, Belo Horizonte (MG)
Data: 13 de maio de 2018, domingo
Horário: 11h (de Brasília)
Árbitro: Bruno Arleu de Araujo (RJ)
Assistentes: Rodrigo Figueiredo Henrique Correa (RJ) e Luiz Claudio Regazone (RJ)

Cartões Amarelos: Sassá e Dedé (CRU); Ronaldo Alves, Gabriel e Sander (SPO)

Gols: Dedé, aos 46 do 1T, e Arrascaeta, aos 10 do 2T (CRU)

CRUZEIRO: Fábio; Lucas Romero, Dedé, Léo e Egídio; Henrique e Lucas Silva; Rafinha (Rafael Sóbis), Robinho (Mancuello) e Arrascaeta; Sassá (Raniel).
Técnico: Mano Menezes

SPORT: Magrão; Cláudio Winck (Fabrício), Ronaldo Alves, Ernando e Sander; Anselmo, Neto Moura (Everton Felipe), Fellipe Bastos, Gabriel (Carlos Henrique) e Marlone; Rogério.
Técnico: Claudinei Oliveira

O Cruzeiro começa na próxima quarta-feira a caminha em busca do hexa da Copa do Brasil. O adversário é o bom time do Atlético Pr. É um desafio fora de casa, mas, Mano e “macaco véio” nesse tipo de competição. até lá, China Azul.

Guerreiro dos gramados. Nossa torcida, nossa força!

Por: Álvaro Jr

 


Deixe seu comentário, curta e compartilhe





Mais para você