06 nov Fazendo as contas: Contando com o mínimo


O Cruzeiro desperdiçou mais uma oportunidade de vencer no Mineirão e, desta vez, a chance de se distanciar da zona de rebaixamento.

Ainda que o duelo contra o Bahia contasse como um dos que o empate não era, necessariamente, um mau resultado, deixar mais dois pontos pelo caminho mantém as contas celestes apertadas e a possibilidade de passar a mirar uma vaga na Sul-Americana mais distante.

- CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Com os tropeços adversários na rodada, a projeção para a salvação até recuou novamente para 40 pontos. Duas vitórias e um empate nos confrontos diretos que serão realizados no Mineirão. O que vier nos outros confrontos, é lucro. Mas mais que isso, é o caminho para o alívio mais rápido e para pensar em algo maior na competição. E pode começar contra o Athletico.

Vamos as contas (segundo o site chance de gol)

Meta: Caiu de 41 para 40 pontos

Aproveitamento necessário: Caiu de 33,3% para 29,2% (inferior ao do CSA, atual 18º colocado com 32,2%)

Resultados almejados: 2 vitórias, 1 empate e 5 derrotas.

Chances de título atingindo esta meta: 0%.

Chances de Libertadores atingindo esta meta: 0%.

Chances de Sul-Americana atingindo esta meta: Próxima a 0%.

Chances de rebaixamento atingindo esta meta: Próximas de 40%.

Chances de título do Cruzeiro: 0%.

Chances de Libertadores do Cruzeiro: Caíram de 0,01% para quase 0%.

Chances de Sul-Americana do Cruzeiro: Caíram de 11,6% para 8,3%.

Chances de ficar na zona morta do Cruzeiro: Subiram de 65,99% para 67,79%.

Chances de rebaixamento do Cruzeiro: Subiram de 22,4% para 23,9%.

Tabela Restante

Athletico (F) – 0 pontos.

Atlético-MG (C) – 1 ponto.

Avaí (C) – 3 pontos.

Santos (F) – 0 pontos.

CSA (C) – 3 pontos.

Vasco (F) – 0 pontos.

Grêmio (F) – 0 pontos.

Palmeiras (C) – 0 pontos.

 


Deixe seu comentário, curta e compartilhe





Mais para você