30 set Futuro esperançoso


Salve Nação! À hora não é de pensar em 2016, afinal, o Cruzeiro ainda não tem uma situação confortável no Brasileirão 2015, apesar dos últimos bons resultados. Mas nos bastidores da Toca da Raposa, 2016 já começou! A renovação e reformulação que tanto clamávamos no Departamento de Futebol do Cruzeiro vêm ocorrendo á todo vapor. O futebol que com a saída de Alexandre Mattos ficou nas mãos frouxas e frágeis de Valdir Barbosa, Benecy Queiroz, Dr. Gilvan, Dr. José Maria Lemos, Isaías Tinoco e Vanderlei Luxemburgo, desde meados do mês de agosto é comandado por Bruno Vicintim, que assumiu o cargo de vice-presidente de futebol. Bruno despensa qualquer tipo de apresentação, além de um Cruzeirense nato, é um grande empresário. Se souber aliar e dosar sua experiência administrativa, com sua paixão pelo clube e a cancha adquirida como Supervisor das Categorias de Base do Cruzeiro, terá em pouco tempo uma bonita história no clube.

O cargo de gerente de futebol antes ocupado por Valdir Barbosa deve ser extinto do organograma do clube com a ida do cartola para o Coritiba. Em contrapartida, um novo cargo foi criado dentro do departamento de futebol. Rafael Vieira que trabalhou na seleção Brasileira, Grêmio e Corinthians com Mano Menezes, chega para analisar os dados de desempenho dos jogadores do Cruzeiro, e de nossos adversários. Formado em Educação Física e especializado em Fisiologia do Exercício pela UFRGS, Rafael trabalha na função desde 2005 e integrará a comissão técnica fixa do Cruzeiro. No Brasil, há quem diga que é o melhor no que se propõe á fazer. Sendo ou não o melhor, agregará demais ao trabalho de Mano Menezes junto com o departamento de Fisiologia do clube na prevenção de lesões, no aproveitamento dos jogadores dentro de suas possíveis limitações, além de estudar características e estilo de jogo dos adversários.

- CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE -

A diretoria de futebol que permaneceu de mãos atadas mesmo com a contratação de Isaías Tinoco, também entrou no bonde da reformulação e será comandada por Thiago Scuro, ex diretor executivo do Red Bull Brasil de São Paulo. Thiago é formado em Esporte, pela UEL, com especialização em Gestão e Marketing Esportivo pela Trevisan e MBA em Gestão Empresarial na FIA. Segundo o presidente Gilvan, o diretor tem o perfil ideal que ele procurava para o Cruzeiro, jovem, vontade de vencer e buscando crescimento profissional. No momento podemos avaliar o cartola principalmente por sua vasta formação acadêmica na área de gestão esportiva. Sem dúvida alguma, Thiago tem um excelente currículo e apesar de não ter comandado nenhum time de grande expressão ate hoje, merece o voto de confiança de toda a torcida.

Penso que todas as mudanças foram friamente pensadas e executadas, vide a pré seleção feita com entrevistas para a contratação de um diretor de futebol. O rejuvenescimento do departamento de futebol representa além de mudanças físicas, mudanças ideológicas. Novas idéias e novos pensamentos dentro de tudo que o futebol hoje em dia exige. Com essa reformulação, o Cruzeiro vem forte para a temporada 2016. O planejamento que em 2015 passou longe da Toca da Raposa, voltou a ser executado e pensado. Existe esperança de um futuro próspero e de um trabalho sério e vencedor. Na teoria, é excelente, aguardemos a prática.

Por: Simon Nascimento


Deixe seu comentário, curta e compartilhe





Mais para você