16 maio Já sentiram vergonha? (Fluminense 1 x 1 Cruzeiro – Copa do Brasil 8ª de final)


Salve, guerreiros!

Nunca na vida imaginei que sentiria vergonha do Cruzeiro. Senti nesta noite de quarta no jogo diante do Fluminense pelas 8ª de finais da Copa do Brasil. Nunca pensei que veria o Cruzeiro apequenar-se em uma partida como fez. Esta coluna que tanto elogiou a solidez defensiva celeste em outras épocas, hoje faz mais do que uma analise, faz um manifesto.

- CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Repudio veementemente essa forma covarde de atuar. Um time gigante como o Cruzeiro em hipótese alguma pode ficar com onze atrás da linha da bola. Não pode também finalizar uma única vez em noventa minutos. Estou indignado como torcedor cruzeirense, pois mesmo diante da apresentação pífia, o mínimo que se esperava era a confirmação da vitória após achar o gol na única vez em que chutou ao gol.

Se propôs jogar por uma bola, não pode levar o gol no último lance da partida. Quer saber? Bem-feito! Para proporcionar esse vexame, eu acho é bom tomar o castigo para ver se aprende. Papelão!

Análise

Simples assim: onze atrás da linha da bola tomando calor do limitado time tricolor carioca. Achou a bola do jogo, não teve competência para cadenciar a partida e segurar o resultado. Essa até pode ser a diferença entre a indignação e a exaltação do Manobol, entretanto, não me furto de salientar que o Fluminense mereceu a vitória. Uma temeridade não terem conseguido. Foi triste ver a atuação patética da Raposa nesta quarta.

Estou envergonhado!

FICHA TÉCNICA

FLUMINENSE-RJ X CRUZEIRO-MG

Local: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 15 de maio de 2019, quarta-feira
Horário: 21h30 (de Brasília)
Árbitro: Luiz Flavio de Oliveira (Fifa-SP)
Assistentes: Emerson Augusto de Carvalho (Fifa-SP) e Neuza Ines Back (Fifa-SP)

FLUMINENSE: Rodolfo; Gilberto, Matheus Ferraz, Nino e Caio Henrique; Allan, Paulo Henrique Ganso e Daniel; Yony González, Luciano e Pedro

Técnico: Fernando Diniz

CRUZEIRO: Fábio; Edilson, Dedé, Léo e Egídio; Henrique, Lucas Romero, Robinho, Rodriguinho e Marquinhos Gabriel; Fred

Técnico: Mano Menezes

Juntar os cacos e tentar fazer algo melhor no sábado contra o mesmo Fluminense, desta vez pelo Brasileiro, onde o Cruzeiro necessita de recuperação. Até lá, China Azul.

Guerreiro dos gramados. Nossa torcida, nossa força!

Por: Álvaro Jr


Deixe seu comentário, curta e compartilhe





Mais para você