02 jun Jogos Históricos: Empate com sabor de vitória (Ceará 2×2 Cruzeiro – Campeonato Brasileiro 2011)


Cruzeiro e Ceará se enfrentam, às 19h deste domingo, em jogo válido pela nona rodada do Campeonato Brasileiro. Disputada no reformado, e bonito, estádio Castelão, a partida será a 13ª entre as duas equipes em toda a história do Brasileirão. O retrospecto é amplamente favorável ao Cruzeiro. São cinco vitórias, quatro empates e apenas duas derrotas.

Em 2011, as duas equipes enfrentaram-se no acanhado estádio Presidente Vargas na penúltima rodada no dia 27 de novembro. Apesar do empate de 2×2, o gostinho foi de vitória para o Cruzeiro. Isto, porque, na rodada seguinte o Cruzeiro enfrentaria o Atlético-MG, jogo que terminou em 6×1, garantindo a permanência do time celeste na série A. Uma derrota deixaria o Cruzeiro em situação dificílima para o confronto com o rival.

- CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Comandado por Vagner Mancini, o Cruzeiro foi pressionado. O Ceará, empurrado por sua torcida que lotou o estádio, abriu o placar aos 20 minutos da primeira etapa, com o atacante Osvaldo. Após aplicar uma bela caneta em Diego Renan, o atacante chutou forte, sem chances para Fábio, marcando um golaço.

O Cruzeiro não sentiu o golpe. Passados três minutos do gol cearense, o argentino Montillo fez boa jogada pela direita e cruzou na cabeça de Anselmo Ramon que não teve dificuldades para empatar a partida.

Após o empate, a partida esfriou. No segundo tempo, o Cruzeiro voltou diferente. O paraguaio Ortigoza substituiu Anselmo Ramon e, aos 16 minutos, em bela triangulação entre Fabrício, Wellington Paulista e Marquinhos Paraná, ele, Ortigoza, aproveitou cruzamento da direita e empurrou a bola para o fundo das redes.

O Ceará sentiu o golpe e não conseguia retomar as rédeas da partida. O Cruzeiro, no entanto, com eminente cansaço não conseguia ampliar a vantagem. No canto da torcida, mais uma vez, o Ceará foi para cima e conseguiu o empate.

Em bola levantada na área do Cruzeiro, o atacante Osvaldo desviou e o zagueiro Daniel Marques saiu na cara de Fábio, e tocou por cima do goleiro celeste empatando a partida e inflamando, ainda mais, o torcedor do Ceará.

O time da casa ainda pressionou, tirando vantagem do cansaço do Cruzeiro, mas esbarrou em Fábio que fez boas defesas.

Com o empate, o Cruzeiro chegava aos 40 pontos e ocupava a 16ª posição. Contra o Atlético, no domingo seguinte, a raposa precisaria de uma vitória simples para escapar do rebaixamento e torcer para um revés do Atlético-PR jogaria contra o Coritiba, e por uma derrota do Ceará, contra o Bahia.

O final seis já sabem, né?

Ficha técnica

Ceará 2 x 2 Cruzeiro

Local: Estádio Presidente Vargas, em Fortaleza (CE)

Data: 27 de novembro de 2011 (domingo)

Horário: 17 horas (de Brasília)

Árbitro: Wilson Luiz Seneme (Fifa-SP)

Assistentes: Altemir Hausmann (RS) e Emerson Augusto de Carvalho (SP)

Cartões amarelos: Fernando Henrique, Eusébio, Michel, Daniel Marques e Thiago Humberto (Ceará). Fábio, Charles, Montillo, Marquinhos Paraná (Cruzeiro)

Gols

Ceará: Osvaldo, aos 20 minutos do primeiro tempo. Daniel Marques, aos 37 minutos do segundo tempo

Cruzeiro: Anselmo Ramon, aos 23 minutos do primeiro tempo. Ortigoza, aos 16 minutos do segundo tempo

Ceará: Fernando Henrique, Heleno, Fabrício, Daniel Marques e Eusébio; Michel (Sinho), João Marcos (Leandro Chaves), Juca e Thiago Humberto; Osvaldo e Roger (Washington); Técnico: Dimas Filgueiras

Cruzeiro: Fábio, Marquinhos Paraná (Naldo), Victorino, Léo e Diego Renan; Fabrício, Charles (Everton), Leandro Guerreiro e Montillo; Anselmo Ramon (Ortigoza) e Wellington Paulista; Técnico: Vágner Mancini


Deixe seu comentário, curta e compartilhe





Mais para você