02 jun O futebol e suas intermináveis injustiças. Obrigado Marcelo!


Salve China Azul! Marcelo Oliveira foi demitido do Cruzeiro, em mais uma das burrices e lambanças assinadas por Dr. Gilvan de Pinho Tavares, Valdir Barbosa e Benecy Queiroz. Desde a saída de Alexandre Mattos em dezembro de 2012, não houve organização, tampouco planejamento. O time foi desmantelado, e sem peças de reposição à altura. A gestão que antes era modelo de organização, e zelo com a imagem do clube, se perdeu na arrogância, e permitiu que o Cruzeiro virasse “fantoche” na mão da imprensa, torcedores rivais e até mesmo da FMF.

Com seis meses corridos no ano, não temos um diretor de futebol, um time descente, um treinador, e muito menos boas expectativas para o restante da temporada.  Caso se confirme a vinda do Luxemburgo, é mais um erro crasso, e que pode custar muito caro!

- CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Marcelo tem sua parcela de culpa pelo péssimo desempenho do time na temporada sim, insistiu com um esquema que não cabe a esse time, e não soube tirar um algo mais dos seus comandados (se é que tem algo a mais para ser tirado). Os erros de Marcelo foram consequência das péssimas contratações realizadas pelo trio de PATETAS, que estão no comando do futebol do Cruzeiro.

Desde sua chegada em dezembro de 2012, Marcelo comandou a equipe por 169 partidas, venceu 105, empatou 32 e perdeu outras 32, totalizando um aproveitamento de 68,44%. A equipe marcou 316 gols e sofreu 147. Foi um dos responsáveis diretos, pelo bicampeonato Brasileiro conquistado em 2013/2014.

Ao Dr. Gilvan: pense bastante no “projeto” que pretende implantar para o restante da temporada, assuma sua – imensa – culpa e faça com que o Cruzeiro termine a temporada com honra, vá atrás de um diretor de futebol, que chegue e organize a casa. Luxemburgo é um ex-treinador em atividade, e não é solução para treinador e nem para diretor de futebol. O Cruzeiro Esporte Clube não é laboratório para que ele treine suas habilidades de manager.

Obrigado Marcelo pelos serviços prestados, pode ter certeza você fez o melhor para o Cruzeiro. Não ter ganhado clássicos, não apagou em nada o brilho de sua passagem pelo Cruzeiro. Você escreveu seu nome na história do maior clube de Minas, e reergueu com brilhantismo e profissionalismo o nome do Cruzeiro no cenário esportivo nacional e mundial.  MUITO OBRIGADO Marcelo, sucesso, e até breve!

7X1 foi muito pouco, hoje foi mais um “gol da Alemanha”.

RESPEITEM O CRUZEIRO!

Por: Simon Nascimento


Deixe seu comentário, curta e compartilhe





Mais para você