17 abr “O Mito é nosso” há seis anos o Cruzeiro anunciava a contratação de Dedé


No dia 17 de abril de 2013, há exatos seis anos, o Cruzeiro anunciava a contratação de Anderson Vital da Silva, Dedé. Desde então, o zagueiro vem conquistando importantes títulos com a camisa celeste e se tornou ídolo da torcida.

Em seis anos no Maior de Minas, os números do jogador impressionam. São 158 jogos, 12 gols e cinco assistências. Duas vezes campeão brasileiro 2013 e 2014, duas Copas do Brasil 2017 e 2018. E campeão mineiro em 2014 e 2018.

- CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE -

O mito, que teve uma das transferências mais caras da história do clube, chegou no Cruzeiro mostrando ao que veio. Logo na segunda partida oficial pelo clube, marcou seu primeiro gol. Demonstrando que além de ser uma peça importante na defesa, ele é um jogador decisivo.

Junto com o elenco dos sonhos de 2013, Dedé ajudou o Cruzeiro a ser campeão Brasileiro. E a ter uma das melhores campanhas do campeonato na era dos pontos corridos.

Histórico de um campeão em meio a lesões

Em 2014, Dedé era titular do time de Marcelo Oliveira e já tinha conquistado o Mineiro daquele ano. Além disso, o jogador vinha de uma ótima sequência de jogos e tendo chances na seleção brasileira. Mas a momento de glória do zagueiro foi interrompido por sua primeira lesão.

Ela aconteceu em novembro, no jogo contra o Santos válido pela semifinais da Copa do Brasil. Foi constatado um edema ósseo no joelho direito, sem melhoras com o tratamento, o zagueiro precisou passar por duas cirurgias. A lesão afastou Dedé dos gramados por 14 meses.

O jogador só voltou a atuar no dia 28 de fevereiro de 2016, contra o América-MG, no Campeonato Mineiro. Mas a alegria do Mito não durou muito e em março ele sofreu nova lesão. Dessa vez foi uma fratura na patela do joelho direito e ele foi afastado de campo para tratamento.

Quando voltou a treinar, o zagueiro sentiu muitas dores no local e o departamento médico concluiu  que seria necessário uma nova intervenção cirúrgica.

Ele só voltou a atuar pelo Cruzeiro em março de 2017, mas mais uma vez, o joelho impediu uma sequência de jogos. No dia 10 de junho, a equipe médica celeste, anunciou que Dedé tinha novo edema, dessa vez no joelho esquerdo. Ele foi afastado por tempo indeterminado do gramado.

O retorno do Mito

Em meio às diversas lesões, Dedé buscou apoio na religião, família e amigos. Além disso, o suporte do clube e dos torcedores celestes foi fundamental para a recuperação do jogador. Ele chegou a afirmar que acreditava que voltaria a jogar em alto nível pelo time mesmo com dores.

A partida contra o Boa Esporte pelo Campeonato Mineiro teve um sabor especial para Dedé. Depois de aproximadamente oito meses longe do campo, o jogo marcou o retorno emocionante do Mito.

Ele sentiu o calor da torcida desde o seu desembarque do  ônibus. Quando o telão anunciou a escalação, a torcida gritou seu nome. E quando finalmente colocou os pés no gramado, os torcedores fizeram a festa, Dedé não aguentou e veio as lágrimas.

Além de se recuperar das lesões, o jogador voltou atuando em alto nível pelo Cruzeiro. E mais uma vez, foi um jogador importante, e ajudou na conquista do hexacampeonato da Copa do Brasil pela Raposa. Ele é tido para muitos, e com toda certeza por nós cruzeirenses, como o melhor zagueiro em atividade no Brasil.

Agora, o jogador espera manter o alto nível nos jogos, conquistar muitos títulos pelo Cruzeiro e se manter longe de lesões em 2019. O Mito pode ter certeza que é isso que nós esperamos dele também, e que comece sábado agora, garantindo mais um Campeonato Mineiro para nossa conta.

Parabéns pelos seis anos no Maior de Minas Dedé, sua história vai continuar sendo gloriosa com a camisa celeste!  


Deixe seu comentário, curta e compartilhe





Mais para você