01 ago ‘Papo 5 Estrelas’ – Cabeça erguida, guerreiros. A Copa do Brasil não permite lamentações


Infelizmente, apenas confiar no Fábio em mais uma disputa de pênaltis não foi o bastante para o Cruzeiro nesta Libertadores. De fato, a competição mais cobiçada da América é traiçoeira, cruel e não permite erros em sua fase de mata-mata; e na última terça-feira, a vitima lamentavelmente fomos nós.

Diante de um Mineirão lotado com mais de 55mil pessoas, o River Plate adiou mais uma vez o sonho do tricampeonato da Raposa com requintes de crueldade. Nas penalidades máximas, o clube argentino carimbou sua passagem para as quartas de final da competição e a nossa dolorosa volta para a casa.

- CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Durante os 180 minutos há quem diga que o Cruzeiro se acovardou diante das circunstâncias, que abdicou de jogar um futebol que todos sabemos que o clube é capaz. Entretanto, é necessário lembrar que o adversário do clube celeste não era qualquer um.

Pela frente, tínhamos nada mais, nada menos, que o atual campeão da Libertadores e, provavelmente, o melhor time da América. Isso não é nenhuma desculpa para as pouquíssimas chances de gols criadas pelo time, ou por não ter a posse de bola mesmo jogando dentro de casa. É simplesmente reconhecer o mérito do adversário, que mereceu a classificação.

A Copa do Brasil

No entanto, não há tempo para lamentações. Assim como no ano passado, quando foi eliminado pelo Boca Juniors nas quartas de final desta mesma competição, em menos de sete dias o Cruzeiro tem mais uma batalha a ser travada; desta vez, pela Copa do Brasil.

No próximo dia 07, quarta-feira, às 21:30 nossos guerreiros entrarão em campo em busca de mais uma final da competição e mostrar para todo o Brasil, quem de fato é o ‘Rei de Copas’. Maior vencedor do torneio, com seis títulos, o Cruzeiro vai em busca o sétimo; mas para isso, será preciso passar por mais um adversário duríssimo: O Internacional. A mídia já tem nos colocado como “zebra” do confronto, tem zombado de nós, assim como em 2017 e 2018; e no final disso, todo mundo sabe quem levantou os troféus.

Portanto, é importante que tanto os jogadores, quanto nós torcedores, não nos deixemos abalar com esta eliminação. Agora, mais do que nunca, é hora de apoiar e estar ao lado do time nesta caminhada, mesmo que para isso, tenhamos que nos contentar com time misto ou reserva no Brasileirão por mais dois ou três jogos. O caminho pode ser, e sempre será duro, mas no final, todos nós sabemos que vale a pena.

#PeloHepta


Deixe seu comentário, curta e compartilhe





Mais para você