11 abr Passaporte carimbado (Cruzeiro 4 x 0 Huracan Arg. – Libertadores fase de grupos 4ª rodada)


Salve, guerreiros!

Avassalador! É o adjetivo para o Cruzeiro já classificado para as oitavas de finais da Copa Libertadores dois mil e dezenove. Agora é ir em busca do primeiro lugar geral para manter as vantagens de decidir em casa até as semifinais. Depende apenas de si para isso uma vez que tem cem porcento de aproveitamento e tem grandes chances de não perdê-los nos dois jogos que ainda restam nesta fase. Não são apenas os resultados que o credenciam, mas, a beleza do futebol bem apresentado até aqui. A Raposa vibra diferente na Libertadores, e independente do que aconteça na final do Mineiro, o nível na competição sul-americana tem tudo para manter-se. Claro que nenhum cruzeirense em sã consciência imagina perder essa final, mas, com troca de comando técnico no rival, a tendência é mostrarem alguma mudança de postura. Esperemos que a Raposa não seja vítima disso. O Maior de Minas tem maturidade suficiente para evitar uma alegria ao rival de Vespasiano.

- CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE -

O jogo

A Raposa foi soberana. As poucas ameaças do Huracan pararam na eterna boa fase do Fábio. Penso que o “arqueiro de Deus” vai ficar na meta celeste até o seu filho Pablo substituí-lo (risos). Construiu o placar com naturalidade e bom futebol e administrou quando pode, pois terá uma sequencia pesada adiante.

Primeiro tempo

O time Cinco Estrelas partiu pra cima do adversário argentino logo no início da partida. Com um minuto de joga já estava assustando. O Huracan tentou jogar de igual para igual, mas, nós sabemos que isso contra esse time celeste é mortal. Morreu com gol de Fred aos dezoito minutos de partida após belo cruzamento de Marquinhos Gabriel. Huracan tentou dar o troco, mas Fábio operava seus milagres. Aos vinte dois Fred amplia o marcador, 2 x 0.

O terceiro gol celeste é também de Fred aos trinta e dois, e ainda estamos na primeira etapa. A partir daí a Raposa passa a controlar mais o jogo, mas sem abrir mão de suas investidas, e quase amplia no primeiro tempo, mas, os 3 x 0 dão números finais a essa etapa. Guerreiro de ouro para Don Fredon porque nem precisa de segundo tempo pra isso.

Segundo tempo

O ritmo de poupar-se dá o tom nessa etapa. O Huracan fica preso na defesa celeste e não consegue esboçar reação passando a apelar para os tiros de média distância, mas, Fábio segue seguro. O Cruzeiro então faz o quarto com o lateral Dodo, que fez um partidaço. Estamos muito bem servidos de lateral. Orijuela foi outro que fez bela apresentação. Rafinha e Raniel ainda tiveram tempo de perder um gol cada um. Podia ter sido seis, mas, como sabemos, reservamos esse placar para um certo time de penas. Não teremos Guerreiro de lata hoje. Seria absurdo eleger alguém pra essa “honraria” com a apresentação desta quarta.

Com a vitória o Cruzeiro torna-se o primeiro time matematicamente classificado para as oitavas da competição, mas, como bem alertou Fred, há muito por conquistar. Até, se Deus permitir, levantarmos a taça em Santiago, não se pode desconcentrar, esmorecer, ou entrar no clima de já ganhou. Devemos rejeitar todos os rótulos e favoritismos, como nos ensinou a edição em dois mil e onze. Fica atento, Cruzeirão Cabuloso!

CRUZEIRO 4 X 0 HURACÁN-ARG
Motivo: 4ª rodada do Grupo B da Copa Libertadores
Data: 10/04/2019 (quarta-feira)
Local: Estádio Mineirão, em Belo Horizonte-MG
Árbitro: Julio Bascuñán-CHI (Fifa)
Público: 26.077 pagantes / 31.694 presentes
Renda: R$ 873.106,00
Gols: Fred, aos 18 min., aos 22 min. e aos 31 min. do 1º tempo; Dodô, aos 37 min. do 2º tempo
Cruzeiro: Fábio; Orejuela, Léo, Dedé e Dodô; Henrique, Lucas Romero (Ariel Cabral), Robinho (Rafinha), Marquinhos Gabriel e Rodriguinho; Fred (Raniel)
Técnico: Mano Menezes
Huracán: Antony Silva; Chimino, Salcedo, Alderete e Carlos Araujo; Damonte, Rossi, Walter Pérez (Roa) e Auzqui (Toranzo); Lucas Barrios e Gamba (Chávez)
Técnico: Antonio Mohamed
Cartões amarelos: Dedé e Lucas Romero (Cruzeiro); Walter Pérez, Alderete e Auzqui (Huracán)

Agora é partir para cima do Alt. Mineiro na final do “queijão 2019”. Está, como sempre uma confusão tremenda nos bastidores, e como sempre, o Cruzeiro vai acabar dando a reposta em campo. Até lá, China Azul!

Guerreiro dos Gramados. Nossa torcida, Nossa força!

Por: Álvaro Jr

 

 


Deixe seu comentário, curta e compartilhe





Mais para você