17 jul Pré-jogo: Atlético-MG x Cruzeiro (Pela 4ª semi seguida)


O Cruzeiro: está próximo de garantir a classificação para a quarta semifinal seguida da Copa do Brasil  e para isso precisa apenas manter a vantagem construída com a vitória por 3×0 no jogo de ida contra o Atlético-MG.

Com bom retrospecto recente também em disputas de pênaltis, a Raposa tem uma situação confortável, mas não pode acomodar-se e contar com a vaga antes da hora. Especialmente em um clássico que sempre exige concentração e intensidade na disputa.

- CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE -

A principal dúvida de Mano Menezes é se terá Thiago Neves, substituído ainda no primeiro tempo contra o Botafogo, à disposição. Ariel Cabral e Jádson também disputam uma vaga no meio-campo.

O Atlético-MG: não jogou a toalha e prova disso é que optou por poupar todos os titulares na partida do final de semana contra a Chapecoense pelo Brasileirão.

A concentração e o descanso são considerados os principais elementos para a tentativa de reverter a grande vantagem celeste. Além da presença da torcida no Independência e as vantagens de atuar como mandante.

Rodrigo Santana, insatisfeito com o desempenho ofensivo no duelo contra o Mineirão, deve promover mudanças no ataque. Otero e Ricardo Oliveira podem, inclusive, herdar vagas na equipe que iniciará a partida.

Atlético-MG: Victor; Patric, Igor Rabello, Réver e Fábio Santos; Zé Welison e Elias; Chará, Luan (Otero) e Cazares; Alerrandro (Ricardo Oliveira). Téc: Rodrigo Santana.

Cruzeiro: Fábio; Lucas Romero, Dedé, Leo e Egídio; Henrique e Ariel Cabral (Jadson); Robinho, Thiago Neves e Marquinhos Gabriel; Pedro Rocha. Téc: Mano Menezes.

Horário e Local: Independência, Belo Horizonte (MG). Quarta-feira, 17 de Julho de 2019 às 19:15.

Motivo: Jogo de volta das quartas de final da Copa do Brasil.

Arbitragem: Flávio Rodrigues de Souza (SP) auxiliado por Danilo Ricardo Simon Manis (SP) e Alex Ang Ribeiro (SP).

Transmissão: Sportv (menos MG) e PFC.

Retrospecto: Cruzeiro e Atlético-MG se encontram pela segunda vez na Copa do Brasil em um duelo no Independência. E ainda que o retrospecto seja favorável aos alvinegros, o placar de 2×0 no confronto da decisão de 2014 garantiria o avanço da Raposa em 2019.

Por: João Henrique Castro


Deixe seu comentário, curta e compartilhe





Mais para você