13 out Pré-jogo: Chapecoense x Cruzeiro (Obrigação)


O Cruzeiro: vai, a cada rodada, adiando a reação no Brasileirão e vendo a briga contra o rebaixamento ficar cada vez mais dura.

Sem ter como deixar a zona de rebaixamento nesta rodada, a Raposa precisa da vitória contra a lanterna Chapecoense para recuperar parte do terreno perdido na disputa do torneio nacional. E criando condições para sair do Z-4 já na próxima rodada.

- CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Abel Braga terá os retornos de Ederson, Thiago Neves e Pedro Rocha ao grupo de relacionados, mas a lista de desfalques terá Robinho como principal ausência para a formação titular da equipe.

A Chapecoense: vive o cenário mais dramático da Série A. Na lanterna da competição e dez pontos distantes do primeiro colocado fora da zona de rebaixamento, a equipe Condá respira por aparelhos no esforço de sobreviver na principal divisão nacional.

O jejum de nove partidas sem vitória e uma dura sequência de três derrotas consecutivas, o alviverde terá ainda o desafio de superar a pior campanha como mandante da competição e uma lista importante de desfalques.

Marquinhos Santos não terá, por suspensão, as referências técnicas de Márcio Araújo e Everaldo. A esperança catarinense passa, então, pelo desempenho de Camilo e Henrique Almeida nas jogadas ofensivas.

Chapecoense: João Ricardo; Bryan, Douglas, Rafael Pereira e Bruno Pacheco; Elicarlos e Vini Locatelli; Régis, Camilo e Roberto; Henrique Almeida. Téc: Marquinhos Santos.

Cruzeiro: Fábio; Edilson, Dedé, Fabrício Bruno e Egídio; Henrique, Éderson, Thiago Neves e David; Sassá e Fred. Téc: Abel Braga.

Horário e Local: Arena Condá, Chapecó (SC). Domingo, 13 de Outubro de 2019 às 19:00.

Motivo: 25ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Arbitragem: Caio Max Augusto Vieira (RN), auxiliado por Alessandro Alvaro Rocha de Matos (BA) e Jean Marcio dos Santos (RN)

Transmissão: PFC.

Retrospecto:Cruzeiro e Chapecoense se enfrentaram cinco vezes na Arena Condá pelo Campeonato Brasileiro e o histórico é equilibrado. Cada equipe venceu em duas ocasiões, além de um empate. A igualdade persiste nos gols marcados: 8 para cada lado.

Por: João Henrique Castro


Deixe seu comentário, curta e compartilhe





Mais para você