20 mar Pré-jogo: Cruzeiro x Caldense (Último ensaio)


O Cruzeiro: encerra sua participação na fase classificatória do Campeonato Mineiro nesta quarta-feira contra a Caldense no Mineirão e quando o apito final se fizer ouvir no gramado, o último ensaio para os jogos decisivos do semestre terá se encerrado.

O fato de ter que confirmar o segundo lugar na classificação, contudo, garante importância para o jogo e exigirá do Cruzeiro empenho na busca pela vitória.

- CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Em função disso, Mano Menezes mandará a campo o que tem de melhor a disposição. As novidades ficam por conta de Dodô e Fabrício Bruno no lugar dos suspensos Egídio e Dedé.

A Caldense: já está garantida no mata-mata estadual, mas chega ao Mineirão com o objetivo de não perder colocações e ter um confronto mais acessivo nas quartas-de-final.

Podendo oscilar entre o quarto e o oitavo lugares, a Veterana sabe que um empate praticamente assegura que o rival na próxima fase não será nem Cruzeiro nem Atlético-MG. E por isso mesmo não será nada improvável que a equipe de Poços tenha uma postura cautelosa objetivando segurar a igualdade.

Comandada por Mauro Fernandes, a equipe do Sul de Minas não possui muitos nomes conhecidos, mas aposta no fato de ser a melhor defesa do interior para parar a Raposa.

Cruzeiro: Fábio; Edilson, Leo, Fabrício Bruno e Dodô; Henrique (Lucas Silva) e Lucas Romero (Ariel Cabral); Robinho, Rodriguinho e Marquinhos Gabriel; Fred. Téc: Mano Menezes.

Caldense: Omar; Carlinhos, Renato Silveira, Rodolfo e Edu Pina; Renan, Romário e Felipe Baiano; Lorran, Judson e Salatiel. Téc: Mauro Fernandes.

Horário e Local: Mineirão, Belo Horizonte (MG). Quarta-feira, 20 de Março de 2019 às 21:30.

Motivo: 11ª rodada do Campeonato Mineiro.

Arbitragem: Marco Aurélio Augusto Fazekas Ferreira auxiliado por Ricardo Junio de Souza e Magno Arantes Lira.

Transmissão: Globo MG, exceto Juiz de Fora, e PFC.

Retrospecto: Cruzeiro e Caldense se enfrentaram 38 vezes em Belo Horizonte e a vantagem do time celeste é ampla.

Foram 30 vitórias celestes, 7 empates e apenas 1 derrota. A Raposa marcou 87 gols e sofreu apenas 20.

Por: João Henrique Castro


Deixe seu comentário, curta e compartilhe





Mais para você