05 maio Pré-jogo: Cruzeiro x Goiás (Para embalar)


O Cruzeiro: reabilitou-se da estreia com derrota no Brasileirão e venceu o Ceará na última quarta-feira, mas a atuação não convenceu os torcedores e o resultado passou, significativamente, por uma noite inspirada de Fábio.

Necessitando de uma boa largada para se afirmar como um dos postulantes ao título nesta temporada, a Raposa recebe o Goiás neste domingo e emendar a segunda vitória no torneio é crucial para avançar na classificação.

- CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Rodriguinho, poupado no meio de semana, deve voltar ao time de Mano Menezes. Orejuela e Lucas Silva, por sua vez, estão cotados para permitir um descanso a Edílson e Lucas Romero.

O Goiás: surpreendeu o Fluminense e estreou com vitória em pleno Maracanã, mas na última rodada caiu para o São Paulo em Goiânia e já ligou o alerta de que é necessário procurar a reabilitação.

Retornando à Série A em 2019, o esmeraldino não conquistou o estadual e já teve mudança de técnico na temporada. Mas a confiança é grande na possibilidade de voltar a repetir campanhas satisfatórias como foi comum nas últimas duas décadas.

Sob o comando de Claudinei Oliveira a principal novidade do time deve ser o meia Renatinho, possível herdeiro da vaga do atacante Michael, jovem esperança goiana que não vive uma boa fase nos últimos jogos.

Cruzeiro: Fábio; Orejuela, Dedé, Leo e Egídio; Henrique e Lucas Silva; Robinho, Rodriguinho e Pedro Rocha; Fred. Téc: Mano Menezes.

Goiás: Tadeu; Daniel Guedes, David Duarte, Yago e Jefferson; Geovane, Léo Sena, Giovanni Augusto e Renatinho; Leandro Barcia e Kayke. Téc: Claudinei Oliveira.

Horário e Local: Mineirão, Belo Horizonte (MG). Domingo, 05 de Maio de 2019 às 16:00.

Motivo: 3ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Arbitragem: Rodrigo Carvalhaes de Miranda (RJ) auxiliado por Bruno Silbert Faria Sisquin (RJ) e Luiz Claudio Regazoni (RJ).

Transmissão: Globo MG e PFC.

Retrospecto: A história dos confrontos contra o Goiás com mando de campo cinco estrelas pelo Brasileirão é bem favorável ao time celeste.

Foram 20 jogos com a Raposa vencendo 15, empatando 2 e perdendo apenas 3. Nos gols marcados, uma goleada celeste. 38 contra 12.

Por: João Henrique Castro


Deixe seu comentário, curta e compartilhe





Mais para você