24 jun Pré-jogo: Cruzeiro X Grêmio (4 jogos para a América! 6 jogos para o Mundo!)


Salve nação celeste! Depois do tropeço no Barueri chegou a hora do confronto mais importante do ano. Para muitos, o São Paulo era uma adversário mais difícil, mas acredito que o mais complicado é sempre aquele que ainda falta ser batido. E quem se põe na frente do Cruzeiro agora é o Grêmio.

Grêmio que desprezou o Cruzeiro durante as quartas-de-final. Seus jogadores, especialmente Souza, diziam que o São Paulo seria um adversário mais difícil para os gaúchos, que o Cruzeiro não tinha experiência, tradição na competição ou qualquer besteira deste tipo. Esqueciam os gremistas, no entanto, que falavam de um bicampeão continental.

- CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Bicampeonato que o Grêmio também tem o que torna o confronto ainda mais especial. Quem vencer disputará o sonho do tri contra um adversário estrangeiro e nessa disputa sou mais Cruzeiro.

A melhor novidade para o confronto é a volta de Thiago Ribeiro. Sinceramente, não aguento mais ver Wellington Paulista formando dupla com Kléber, embora não seja certa a escalação de Thiago. Outro que parece ter retomado as condições de jogo é Elicarlos, o que reforça ainda mais o elenco celeste para a disputa. Fabinho, recém inscrito no lugar de Gustavo, lesionado, pode ser outra novidade.

No lado gaúcho não existem grandes desfalques, com exceção do goleiro Victor, que está com a seleção brasileira. Seu reserva, Marcelo Grohe, não inspira confiança, fator que pode ser aproveitado pelo Cruzeiro bem como o desarranjo tático da equipe que ainda se adapta ao esquema com apenas dois zagueiros preferido por Autuori.

O mesmo Autuori que nos deu o bicampeonato da Libertadores e que promete vingar os gremistas, eliminados pelo Cruzeiro em 1997, nesta edição. O mesmo Autuori que fez um péssimo trabalho no Cruzeiro quando esteve por aqui em 2007 e que, para mim, só tem nome de grife. Técnico por técnico, sou mais Adílson. Elenco por elenco, sou mais Cruzeiro. E é com esta confiança que espero ver o Mineirão lotado e os jogadores correspondendo levando o Cruzeiro a mais uma vitória na Libertadores.

Cruzeiro: Fábio; Jonathan, Leonardo Silva, Léo Fortunato, Gérson Magrão; Elicarlos (Fabinho), Henrique, Marquinhos Paraná e Wagner, Wellington Paulista e Kléber.

Grêmio: Marcelo Grohe; Ruy, Léo, Réver e Fábio Santos; Adílson, Túlio, Tcheco e Souza; Alex Mineiro e Maxi López.

Curiosidade da partida: Cruzeiro e Grêmio se enfrentaram duas vezes no Mineirão pela Libertadores, ambas em 1997. Na primeira fase, o Grêmio venceu por 2 a 1 em uma das três derrotas do Cruzeiro em Libertadores somando todas as suas onzeparticipações. A vingança celeste em gramados mineiros, no entanto, veio nas quartas-de-final. O Cruzeiro venceu o primeiro jogo por 2 a 0, gols de Elivélton e Alex Mineiro (agora no Grêmio) e encaminhou a classificação para as semi-finais que seria resolvida no Olímpico uma semana depois.

João Henrique Castro (@jhfcastro), tem 23 anos. Mineiro radicado no Rio de Janeiro,graduado em História pela Universidade Federal de Viçosa, mestrando pela Universidade Federal do Rio de Janeiro e professor de História. Realiza no Guerreiro dos Gramados, o sonho de poder dividir com a China Azul os seus pensamentos sobre o nosso amado Cruzeiro Esporte Clube. Raramente perde uma partida do clube, mesmo não podendo ir freqüentemente ao estádio. Siga o GDG no twitter: @gdosgramados.

Deixe seu comentário, curta e compartilhe





Mais para você