16 out Pré-jogo: Cruzeiro x São Paulo (Espantar os fantasmas)


O Cruzeiro: terá que superar um bom número de fantasmas se quiser vencer o São Paulo nesta quarta-feira e, enfim, pôr fim aos adiamentos da reação no Brasileirão.

A longa sequência de jogos sem vitória, lembrando que a Raposa ainda não venceu no returno, só será rompida nesta rodada se o time celeste superar justamente o adversário contra o qual tem o pior retrospecto na competição. E que perdeu apenas uma vez a mais que o líder Flamengo na competição, a última delas cinco rodadas atrás.

- CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Edílson e David, desgastados, são as principais dúvidas do treinador Abel Braga, assim como o retorno ou não de Robinho ao time titular após cumprir suspensão contra a Chapecoense.

O São Paulo: sabe que tirar quinze pontos do líder Flamengo é uma missão praticamente impossível. No entanto, o Tricolor paulista briga ferozmente com o arquirrival Corinthians por uma vaga no G-4 e, em melhor fase que o adversário, quer aproveitar para enfim entrar no grupo de classificados diretos para a fase de grupos da próxima Libertadores.

Vindo de vitória justamente no clássico contra os alvinegros, o São Paulo tem uma longa lista de dúvidas, mas a expectativa de que todos seus principais atletas possam estar à disposição no Mineirão.

As principais dúvidas de Fernando Diniz estão ligadas à condição física da dupla Juanfran e Daniel Alves, os dois principais reforços do ano. Os jovens Igor Vinícius e Liziero serão os substitutos, caso haja necessidade.

Cruzeiro: Fábio; Edilson (Weverton), Dedé, Fabrício Bruno e Egídio; Henrique e Éderson; Robinho (Marquinhos Gabriel), Thiago Neves e David (Pedro Rocha); Fred. Téc: Abel Braga.

São Paulo: Tiago Volpi; Igor Vinicius (Juanfran), Bruno Alves, Arboleda e Reinaldo; Luan; Tchê Tchê, Hernanes (Liziero), Daniel Alves (Liziero) e Antony (Vitor Bueno); Alexandre Pato. Téc: Fernando Diniz.

Horário e Local: Mineirão, Belo Horizonte (MG). Quarta-feira, 16 de Outubro de 2019 às 21:00.

Motivo: 26ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Arbitragem: Wilton Pereira Sampaio (GO), auxiliado por Fabrício Vilarinho da Silva (GO) e Bruno Raphael Pires (GO).

Transmissão: PFC.

Retrospecto: O São Paulo é um verdadeiro carrasco do Cruzeiro e leva vantagem no histórico do confronto mesmo em partidas com mando celeste no Brasileirão.

O jogo foi disputado nesta condição em 31 oportunidades e a Raposa venceu apenas 8 vezes. O São Paulo, por sua vez, venceu 15 e arrancou mais 8 empates. Nestas partidas, o time celeste marcou 35 gols e sofreu outros 50.

Por: João Henrique Castro


Deixe seu comentário, curta e compartilhe





Mais para você