10 fev Pré-jogo: Cruzeiro x Tupynambás (Reencontro pela liderança)


O Cruzeiro

Volta a encontrar o Tupynambás depois de mais de meio século do último confronto, um amistoso no Estádio do Alameda, antiga casa do América. Em fevereiro de 1962, a Raposa venceu o alvirrubro de Juiz de Fora por 6×0 e preparava-se para se tornar a potência que virou com a inauguração do Mineirão em 1965.

Tanto tempo depois os objetivos das equipes são bastante diferentes, evidentemente. Para o Cruzeiro, o encontro de hoje vale a chance de retomar a liderança da fase classificatória do Estadual igualando novamente a pontuação do América, principal adversário na briga pelo primeiro lugar no momento.

- CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Em campo a atração principal será a estreia de Rodriguinho no Mineirão. A presença no time titular ainda é incerta, mas a expectativa é de que o maior reforço da temporada possa, enfim, desfilar seu talento diante da torcida celeste.

O Tupynambás

Viveu uma meteórica ascensão no futebol mineiro desde o retorno às atividades em 2016 quando o dinheiro obtido com a venda de Danilo do Porto para o Real Madrid, através do mecanismo de solidariedade da FIFA, garantiu ao clube condições de retornar ao esporte profissional.

Força tradicional de Juiz de Fora, onde divide historicamente com o Sport a missão de se colocar como rival do Tupi, o Leão da Zona da Mata tem feito uma campanha intermediária no torneio e sonha com a classificação para o mata-mata decisivo da competição.

Sem muitas estrelas, o grande destaque da equipe do técnico Felipe Surian é o atacante Ademílson, jogador que se destacou pelo Tupi e agora defende as cores do rival.

Cruzeiro: Fábio; Edilson, Dedé (Murilo), Leo e Egídio; Henrique e Lucas Silva; Robinho, Thiago Neves e Rodriguinho (Rafinha); Fred. Téc: Mano Menezes.

Tupynambás:Renan Rinaldi; Marcelinho (Gustavo Crecci), Adriano e Felipe Gregory; Igor Soares, Leandro Salino, Leonardo Salino, Marcel e Hipólito; Geovani e Ademilson (Matheus Pimenta). Téc: Felipe Surian.

Horário e Local: Mineirão, Belo Horizonte (MG). Domingo, 10 de Fevereiro de 2019 às 17:00.

Motivo: 6ª rodada do Campeonato Mineiro.

Arbitragem:Gabriel Murta Barbosa Maciel auxiliado por Leonardo Henrique Pereira e Welington Pereira Neto.

Transmissão: Globo MG, exceto Juiz de Fora.

Retrospecto: Cruzeiro e Tupynambás tem apenas dois encontros oficiais na história e a vantagem é do Baêta neste retrospecto.

No Campeonato Mineiro de 1933, então chamado de Campeonato da Cidade e que reuniu naquele ano também equipes de Juiz de Fora, o então Palestra Itália ficou no empate com o Tupynambás por 1×1 em Belo Horizonte e terminou derrotado na Zona da Mata por 4×1 pela equipe alvirrubra.

Por: João Henrique Castro


Deixe seu comentário, curta e compartilhe





Mais para você