14 maio Pré-jogo: Cruzeiro X Universidad do Chile (7 jogos para a América! 9 jogos para o Mundo!)


Salve nação celeste! Depois de depenar o Urubu chegou a hora de voltarmos para a Libertadores. A polêmica da semana foi a classificação direta do São Paulo (nosso próximo adversário caso o Cruzeiro confirme a classificação) e o Nacional-URU após a desistência dos times mexicanos da competição.

Nossos jogadores chiaram, mas no fundo até que a notícia não é das piores. Jogando poucas partidas nos últimos tempos, o São Paulo perdeu o seu ritmo de jogo. Enquanto isso, nossos atletas estão respirando competição e demonstrando muita garra e determinação em cada partida.

- CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Mas falando da próxima partida temos que enfatizar a boa vantagem conseguida na partida no Chile. A vitória por 2 a 1 obriga a equipe chilena a marcar pelo menos 2 gols para se classificar sem depender dos pênaltis. Isto se não sofrerem nenhum! Convenhamos, não é uma missão nada fácil fazer isso em uma equipe que não perde em casa há 8 meses, não sofreu gols em casa pela Libertadores e que mostrou ser bem mais time na primeira partida.

Cientes disso, os atletas do Cruzeiro têm adotado um discurso de que a partida deve ser levada a sério, mas que é possível vencer novamente e vencer bem. É com esta expectativa que a torcida celeste promete encher o Mineirão nesta quinta-feira e empurrar o Cruzeiro para mais uma vitória sobre os chilenos.

O Cruzeiro só conta com o desfalque de Fabrício e Sorín entre os jogadores relacionados para a competição. Devido a isso, a formação deve ser a mesma que iniciou a partida em Santiago e encantou a imprensa chilena com a movimentação e a velocidade da troca de passes da nossa equipe. Já o Universidad, que venceu a sua partida pelo Campeonato Chileno por 1 a 0 contra a Universidad Católica. Nosso rival atuou com o time reserva, mas mesmo assim venceu e garantiu a segunda colocação no campeonato e a vaga no mata-mata da competição. No entanto, os chilenos reconhecem que reverter a vantagem do Cruzeiro no Mineirão é praticamente impossível, mas prometem lutar até o fim pela classificação para as quartas-de-final da Libertadores.

A promessa é de um Mineirão lotado e de mais uma vitória celeste no caminho do título da Libertadores. Esta é a missão da equipe que deve ir a campo com: Fábio; Jonathan, Leo Fortunato, Leonardo Silva e Gérson Magrão; Henrique, Marquinhos Paraná,Ramires e Wagner; Kléber e Thiago Ribeiro.

Já a Universidad, que só tem o desfalque do zagueiro Olarra, expulso por meter o pé na cara do Ramires na semana passada, tentará reverter a vantagem celeste com: Miguel Pinto; José Contreras, Osvaldo González, Juan González e José Rojas; Manuel Iturra, Marco Estrada, Marcelo Díaz e Sebastián Pardo; Emilio Hernández e Juan Manuel Olivera. O grande destaque da equipe, o meia Iturra, é presença certa, totalmente recuperado de lesão. O técnico é Sérgio Markárian, que treinava o Sporting Cristal, nossa vítima, na final da Libertadores de 1997.

Curiosidade da partida: O Cruzeiro enfrentou três vezes equipes do Chile no Mineirão pela Libertadores. E nunca perdeu! Em 1994, após empatar com a Unión Española por 0 a 0, a equipe celeste foi eliminada nas oitavas-de-final da Libertadores. Nas outras duas vezes, foi só alegria. Em 1997 venceu o Colo Colo por 1 a 0 e nos pênaltis por 4 a 1 garantindo a vaga na final. E em 2004, o Cruzeiro goleou a equipe do Universidad Concepción por 5 a 0.

João Henrique Castro (@jhfcastro), tem 23 anos. Mineiro radicado no Rio de Janeiro,graduado em História pela Universidade Federal de Viçosa, mestrando pela Universidade Federal do Rio de Janeiro e professor de História. Realiza no Guerreiro dos Gramados, o sonho de poder dividir com a China Azul os seus pensamentos sobre o nosso amado Cruzeiro Esporte Clube. Raramente perde uma partida do clube, mesmo não podendo ir freqüentemente ao estádio. Siga o GDG no twitter: @gdosgramados.

Deixe seu comentário, curta e compartilhe





Mais para você