27 jan Pré-jogo: Real Potosí X Cruzeiro (Retomando o trilho da conquista da América nas alturas)


Salve nação celeste! Finalmente está chegando a hora da bola rolar pela Copa Libertadores 2010! Depois da bela campanha do ano passado e do gosto amargo do vice-campeonato que ficou na boca, chegou a hora de buscarmos reconquistar a América.

A primeira batalha já será árdua. Encarar os bolivianos do Real Potosí na altitude boliviana não é tarefa fácil. Em 2008, o time celeste subestimou os adversários e os problemas causados pelas alturas e voltou para casa com 5 gols na bagagem. No entanto, a situação deste ano é bem diferente.

- CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Para começar, o confronto das duas equipes é direto por uma vaga na fase seguinte e quem for melhor nos 180 minutos dos jogos de ida e volta leva. Em 2008, o Cruzeiro chegou a Potosí classificado e relaxado. Por isso mesmo, desta vez os erros não podem se repetir, mas a decisão por se preparar na cidade de Sucre já mostrou a vontade da diretoria, comissão técnica e jogadores de que as coisas sejam diferentes.

Podemos nos preparar, todavia, para uma grande pressão dos bolivianos, especialmente nos minutos iniciais da partida. A missão começa por segurar o ímpeto do Real Potosí e buscar aproveitar as oportunidades de contra-ataque que surjam, sem se esquecer de dosar as energias. O Cruzeiro deve se preocupar ainda em manter a pose de bola e evitar os poderosos chutes de longa distância que são armas mortais dos jogadores adaptados à altitude.

Já o Real Potosí espera aproveitar o fator casa e complicar a vida do Cruzeiro para o jogo de volta. Por todo este contexto, um empate, de preferência com gols, não seria um mau resultado. O time celeste, entretanto, tem potencial para trazer a vitória, especialmente se souber atuar cominteligência e assimilar as características especiais de um jogo na altitude.

Real Potosí: Machado; Equino, Gimenez, Rodriguez, Galindo; Huallpa, Ortiz eLoaiza; Andaveris, Ruiz e Yecerotte. Téc: Sérgio Apaza.

Cruzeiro: Fábio;Jonathan, Leonardo Silva, Gil eDiego Renan;Marquinhos Paraná, Henrique, Pedro Ken eGilberto; Thiago Ribeiro e Kléber. Téc: Adílson Batista.

Curiosidade da partida: O Cruzeiro não tem boas lembranças do estádio Victor Agustín Ugarte, localizado à mais de 4 mil metros de altitude. Em 2008, pela primeira fase da Copa Libertadores, Cruzeiro e Real Potosí se enfrentaram neste estádio e os bolivianos aproveitaram-se do fator altitude e golearam por 5 a 1. O resultado alterou a situação do Cruzeiro entre os primeiros colocados dos grupos naquela edição e obrigou a equipe celeste a enfrentar o Boca Júniors logo de cara nas oitavas-de-final.

João Henrique Castro (@jhfcastro), tem 23 anos. Mineiro radicado no Rio de Janeiro,graduado em História pela Universidade Federal de Viçosa, mestrando pela Universidade Federal do Rio de Janeiro e professor de História. Realiza no Guerreiro dos Gramados, o sonho de poder dividir com a China Azul os seus pensamentos sobre o nosso amado Cruzeiro Esporte Clube. Raramente perde uma partida do clube, mesmo não podendo ir freqüentemente ao estádio. Siga o GDG no twitter: @gdosgramados.

Deixe seu comentário, curta e compartilhe





Mais para você