28 jun Problemas internos no Cruzeiro impossibilitarão empréstimo de R$300 milhões ao clube


O empréstimo milionário que prometia salvar o ano do Cruzeiro não acontecerá mais, segundo o Diretor do clube, Sérgio Nonato. Isso por que os escândalos exibidos pelo Fantástico, no último dia 26 de maio, fizeram com que o fundo internacional que seria responsável pelo empréstimo não ache mais um bom negócio a realização deste. Sendo assim; a Raposa terá que procurar outra maneira de diminuir a crescente dívida que possui atualmente.

Tal empréstimo foi aprovado no dia 11 de fevereiro deste ano em votação no Conselho Deliberativo do Maior de Minas; quando apenas dois membros se opuseram à operação. A ideia era de usar os R$300 milhões recebidos e quitar as dívidas com maiores juros; ficando assim com apenas um credor e uma única taxa de juros.

A dívida

- CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE -

A atual dívida do Cruzeiro beira os R$500 milhões de reais e possui juros elevadíssimos; o que dificultam a quitação dela. Desta maneira, caso o clube não encontre uma forma de pagamento em que os juros não sejam tão elevados, a dívida crescerá exponencialmente ano após ano; o que pode gerar problemas muito maiores para o clube celeste no futuro.

De acordo com o Diretor do Cruzeiro, Sérgio Nonato, a atual diretoria celeste herdou a dívida da última gestão do clube; comandada por Gilvan de Pinho Tavares, e até o momento não encontrou formas de realizar o pagamento delas. Segundo ele, uma alternativa plausível para a quitação seria a venda em massa de jogadores.


Deixe seu comentário, curta e compartilhe





Mais para você