17 mar Quem escalou a trave? (Tupi 0 x 3 Cruzeiro – Campeonato Mineiro – 10ª rodada)


Salve, guerreiros!

Não vamos nos empolgar em demasia, afinal, o modesto Tupi de Juiz de Fora conseguiu o feito de ser rebaixado uma rodada antes do final do certame. Claro que não vamos tirar o mérito do time celeste, que fez o dever de casa e saiu com os três pontos. Colou no Atlético e fica aguardando o fim da rodada dez onde o rival enfrenta o América. Outra coisa que não faremos como cruzeirenses conscientes é querer que o coelho apronte para cima do código de barras. O máximo que o time alviverde consegue ali é um empate. Vamos à análise.

- CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE -

O jogo

Alucinada a Raposa parte para cima do Tupi com toda força. O vareio celeste é tão intenso que mal o jogo começa e o Tupi abre o marcador, contra, no caso. Somente aos dezoito minutos da primeira etapa o time de juiz de fora esboçou alguma coisa. O Cruzeiro foi soberano por toda a partida.

Primeiro tempo

Um minuto, foi o que a Raposa precisou para tirar do placar o 0 x 0. Está certo que o gol foi contra, de Aislan, longe de ser o leão das Crônicas de Narnia, apavorado cabeceia para o próprio gol. O Cruzeiro manteve o ímpeto e encurralou o time de Juiz de Fora até a marcação de uma penalidade. Fred cobra com eficiência ampliando a contagem.

O melhor jogador do Tupi resolve entrar em ação: A trave. Salva o time do interior de levar o terceiro ainda na primeira etapa. Vale ressaltar a entrada de Marquinhos Gabriel na vaga de Rafinha que sentiu um desconforto na coxa.  Caindo pela esquerda o meia foi um dos grandes destaques do meio celeste, e não nos deixa sentir falta alguma de um certo traíra que nos deixou há pouco.

Segundo tempo

O Maior de Minas segue a toada de pressionar o Tupi, mas, com mais cadência na segunda etapa. O 0 x 2 permite isso. É inteligente o time não forçar no modesto Mineiro com Libertadores por disputar. Mais uma vez o destaque do Tupi da as caras no segundo tempo, a trave salva mais uma jogada que seria um golaço. Fred quase risca uma letra, mas a Trave… ah! a Trave.

Egídio dá números finais ao marcador em cobrança perfeita de falta. Nosso “piscininha amor” fez uma partida magistral. Dele é nosso Guerreiro de ouro de hoje. Por motivos muito óbvios, não teremos Guerreiro de lata.

FICHA TÉCNICA

TUPI 0 X 3 CRUZEIRO

MOTIVO: 10ª RODADA – CAMPEONATO MINEIRO

DATA: 16/03/2019 ( SÁBADO)

LOCAL: RADIALISTA MÁRIO HELÊNIO, EM JUIZ DE FORA – MINAS GERAIS, BRASIL

GOLS: AISLAN (TUPI – CONTRA), A 1 MIN DO 1ºT; FRED (CRUZEIRO), AOS 20 MIN DO 1º T; EGÍDIO (CRUZEIRO), AOS 38 MIN DO 2º T

ÁRBITRO: JERFERSON ANTÔNIO DA COSTA

TUPI: FÁBIO HENRIQUE, RICARDO VILAR, PABLO (AISLAN), GUILHERME HENRIQUE, LUCAS SAMPAIO, CLEITON (WASHINGTON), RODRIGO BAIANO (NÉLIO), LEANDRO BRASÍLIA, GABRIEL TCHÓ TCHÓ, GABRIEL COSTA, ROMARINHO

TÉCNICO: BETO

CRUZEIRO: FÁBIO, EDÍLSON, LÉO, DEDÉ, EGÍDIO, HENRIQUE, LUCAS ROMERO, RAFINHA (MARQUINHOS GABRIEL), ROBINHO (DAVID), RODRIGUINHO (JADSON), FRED

TÉCNICO: MANO MENEZES

CARTÕES AMARELOS: AISLAN, LEANDRO BRASÍLIA (TUPI);

Ainda no Campeonato Mineiro a Raposa volta a campo na quarta contra a Caldense fechando a primeira fase. Até lá, China Azul!

Guerreiro dos Gramados. Nossa torcida, nossa força!

Por: Álvaro Jr


Deixe seu comentário, curta e compartilhe





Mais para você