21 fev Rápido & Rasteiro:…o freguês não voltou, porque está aí há muito tempo…


PUXA VIDA, ouvi tanta coisa depois do clássico das multidões, que mais uma vez foi muito mais azul-e-branco do que preto-e-branco nas arquibancadas, gerais, especiais, tribunas, que volto a insistir que aquele local é, sem sombra de qualquer dúvida, Toca da Raposa III, sim senhores.

Rápido & Rasteiro:...o freguês não voltou, porque está aí há muito tempo...NÃO RESISTO, mais do que nunca, à tentação de comentar essas pérolas, tanto de jogadores quanto dos coleguinhas dos órgãos de comunicação…!!! Comecemos pelas declarações de Jonílson, volante dos cacarejantes que foi muito mais feliz do outro lado da Lagoa da Pampulha, que veio com uma verdadeira pérola “… para que o A… (TSQQT) volte a ser grande”.

- CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE -

PARABÉNS, JONÍLSON, por mostrar a todos aquilo que todos nós sabemos, de cor e salteado…!!! Não preciso acrescentar mais nada a sua fala. Ela, por si só, é contundente, expressiva e irrefutável. Outra, infelizmente, ouvi de um coleguinha de imprensa, reclamando de observações de que a comemoração dos gols, quando ocorrem, é claro, de certo atacante “citam” a violência.

FAZER O QUE, NÉ. Caro colega, se isso não é incitação à violência, então não sei mais o que é…!!! Lembro-me de que, bastou falar em a expressão “Carlinhos Bala calibre 38”, referente àquele baixinho que só sabe jogar em times do Nordeste, não poderia ser usada, por incitar a violência.

ENTÃO SE PODE concluir que metralhadora pode, mas calibre 38, muito menos letal, não pode…!!! Vá entender, meu caro coleguinha. O fato é que somos bastante inteligentes e criativos para inventar coisas menos letais, agressivas, por de letalidade e agressividade já andamos pelas medidas e não nos cabe contribuir mais ainda….!!!

SOBRE A REAÇÃO de Vanderlei Luxemburgo, diante da provocação da Falange Azul-Estrelada, sem qualquer inspiração e copiando mal e porcamente o ex-zagueiro e ex-técnico estrelado, o salinense Procópio Cardoso Neto, distribuindo bananas a torto e a direito.

VANDERLEI LUXEMBURGO, você não está mostrando tranqüilidade no exercício de sua profissão do outro lado da Lagoa da Pampulha e sua reação mostra isso. Está incomodado, não está? Tem algo de muito artificial por aí, não é…??? As coisas do outro lado são muito mais naturais, não é…????

POIS É, VOCÊ, desde que saiu do Cruzeiro mostrou que as coisas não se repetiram. Será por quê…??? Falta clima, falta tranqüilidade ou condições materiais. Fingir que está tudo bem é difícil, não é…??? Até para um treinador articulado como você, capaz de explicar o inexplicável…???!!!

POR FIM, QUERO explicar para os comentadores de plantão que o trio de sopradores-de-latinha errou, sim, ao não validar um gol do artilheiro-dos-penais, Diego-não-sei-das-quantas, mas esse mesmo trio deixou o pau comer, literalmente, deixando de marcar faltas em jogadores estrelados e armando perigosos contra-ataques. O contrário, bastava enconstar nos alfenim-de-rapadura preto-e-brancos e a falta era marcada.

NÃO OUVI NEM vi inguém recriminar o coice desferido por Werlei em Kleber, dentro da área dos emplumados-cacarejantes…!!! Alguém teve a ousadia de dizer que foi lance de bola…!!! Só se for do estômago de Kleber, pois o “esférico” estava longe, muito longe mesmo da disputa.

AH, MEUS CARÍSSIMOS coleguinhas da crônica cacarejante, se o lance ocorresse na área do Cruzeiro…!!! Primeiro, o soprador-de-latinha e seus asseclas acusariam o penal e, depois, expulsariam o infrator. Como aconteceu no outro lado do campo, “foi apenas uma disputa de bola inocente…”. E não vou reclamar voadoras, faltas por trás nem outras infrações cometidas por jogadores já devidamente amarelados…!!! Isso deixo para o chorão de plantão, o mesmo que andou distribuindo bananas na área técnica.

QUER SABER DE uma coisa, vão chorar na cama, que já dizia minha saudosa e querida mãezinha, em sua sabedoria diamantinense, que é lugar quentinho e seguro…!!!  Olha, para não dizer que não falei de flores, “o freguês não voltou, porque está aí há muito tempo…”


Deixe seu comentário, curta e compartilhe





Mais para você