12 set ROGÉRIO CENI TERÁ MESMO RESPALDO?


Após o Palmeiras ser eliminado em pleno Pacaembu para o Grêmio, de virada, o diretor Alexandre Mattos convocou uma coletiva ao lado do técnico Luis Felipe Scolari garantindo que sequer passou pela cabeça deles demitir o treinador e que ele seguiria como comandante. Bastou uma derrota na partida seguinte por 3×0 para o Flamengo para que a demissão do técnico fosse efetivada. Num Cruzeiro onde o presidente virou youtuber e só aparece através de vídeos – mal – editados no canal oficial do clube, aparentemente mais direcionados a conselheiros aliados do que ao torcedor, é possível acreditar que Rogério terá esse respaldo?

Na última terça-feira o testa de ferro da diretoria, Marcelo Djian, foi à imprensa prestar esclarecimentos sobre o momento delicado vivido pelo Cruzeiro. Após sofrer duras derrotas contra Internacional e Grêmio, sendo eliminado da Copa do Brasil e lutando contra o rebaixamento, coube a ele dar às caras. A promessa: Rogério Ceni terá carta branca pra fazer às mudanças que julga necessárias e respaldo para seguir seu trabalho. Essa afirmação encontrou eco nas palavras editadas do presidente youtuber, como vocês podem ler abaixo:

Queremos dizer que a direção do Cruzeiro Esporte Clube dá respaldo e apoio total ao nosso técnico Rogério Ceni, que, quando veio, foi querido, procurado e aceito enormemente, trouxe alegria para o clube, para os jogadores e torcedores. Sua equipe técnica e Rogério Ceni têm todo o nosso apoio”.

Minha dúvida é a seguinte: um presidente que não tem coragem de aparecer publicamente para prestar esclarecimentos à imprensa (e consequentemente, ao torcedor) do momento vivido pelo clube e precisa gravar um vídeo muito mal editado para “dar apoio” ao treinador vai mesmo mantê-lo no cargo em caso de novas derrotas? E se perdermos para Palmeiras e Flamengo – no atual momento, não seria surpresa – e entramos na zona de rebaixamento, Ceni seguirá tendo respaldo? Sinceramente, é complicado acreditar. Se o principal responsável pelo clube não aparece, fica difícil levar a sério o que diz.

- CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Espero estar errado, mas o modus operandi me parece o mesmo de toda diretoria sem colhão que utiliza um técnico como escudo pois não tem competência nem senso crítico para reconhecer seus próprios erros no melhor “faça as mudanças, se der certo o mérito é nosso, se der errado o demérito é seu”. As atitudes demonstram isso. A falta de comando e moral para cobrar jogadores, os salários atrasados e os protestos deixam o ambiente ainda mais conturbado. Fico na torcida para que mesmo diante de tantos problemas, Rogério consiga mobilizar os jogadores e tirar o clube dessa situação. É cada vez mais urgente nos apegarmos a ele e também aos jogadores que entrarem dando total apoio, já que no departamento de futebol o único que parece realmente comprometido com o trabalho (e não apegado ao cargo) é o técnico.

#MeDibre

Fonte: Deus Me Dibre – Conteúdo disponibilizado pela fonte via RSS/Feed


Deixe seu comentário, curta e compartilhe





Mais para você