29 dez Torcedor do Cruzeiro segue esperando a chegada de reforços para 2019


Restando três dias para a virada do ano, o torcedor do Cruzeiro segue esperando a chegada de novos jogadores para a próxima temporada. Desde o fim do Campeonato Brasileiro, a diretoria deixou claro que vai buscar “reforços pontuais”. Em entrevista ao GloboEsporte.com, o vice-presidente de futebol do clube, Itair Machado, disse que havia acertado com o técnico Mano Menezes a chegada de atletas para quatro posições: um lateral-direito, um lateral-esquerdo, um atacante de beirada e um meia para disputar posição com Thiago Neves.

Itair Machado trabalha para contratar pelo menos quatro reforços para o time de Mano Menezes — Foto: Gabriel Duarte

Itair Machado trabalha para contratar pelo menos quatro reforços para o time de Mano Menezes — Foto: Gabriel Duarte
- CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE -

 

A esta altura de dezembro, no ano passado, a mesma diretoria, que havia acabado de assumir a gestão do clube, havia confirmado três contratações: o lateral-esquerdo Egídio, anunciado pelo clube ainda em novembro, o volante Bruno Silva, além do atacante Fred, que havia rescindido contrato com o rival Atlético-MG e foi confirmado pela Raposa no dia 23 de dezembro. Mais do que isso, os dirigentes cruzeirenses haviam encaminhado as contratações do lateral-direito Edilson, que havia sido campeão da Libertadores no Grêmio, e do atacante David, que havia se destacado no Brasileirão 2017 pelo Vitória.

Ainda sem anunciar novidades para o elenco, o Cruzeiro trabalha nos bastidores, mas sem pressa. Isso porque o elenco, considerado forte, é praticamente o mesmo que conquistou o bicampeonato da Copa do Brasil, em 2017 e em 2018. Além disso, a situação financeira do clube, e o mercado inflacionado, fazem com que a Raposa haja de forma mais contida. Confira alguns nomes que estão recentemente no radar cruzeirense:

 

Jadson, volante do Fluminense

Apesar de não ser uma posição citada por Itair Machado como prioridade, o reforço que está mais perto de acertar com o Cruzeiro é o volante Jadson. O jogador será envolvido numa troca pelo também volante Bruno Silva, que não foi bem na Raposa em 2018. Os clubes avançaram as bases e só falta a assinatura do contrato.

A chegada de Jadson pode ser uma cartada para suprir uma futura carência de volantes, visto que o clube mineiro tem três atletas da posição com contrato vencendo: Henrique (final de 2019), Lucas Silva (emprestado até o meio do ano pelo Real Madrid) dificilmente seguirá na Toca, e há uma cláusula que permite a saída do jogador no início de 2019, e Éderson (emprestado pelo Desportivo Brasil até o meio do ano que vem).

Bruno Silva tem mais dois anos de contrato com o Cruzeiro, que investiu R$ 6 milhões no volante, após ele se destacar no Botafogo na temporada passada. Entretanto, o desempenho do jogador em Belo Horizonte não foi o mesmo. Já Jadson tem mais um ano de contrato com o Fluminense.

Jadson, do Fluminense, pode ser trocado com o Cruzeiro por Bruno Silva — Foto: André Durão/GloboEsporte.com

Jadson, do Fluminense, pode ser trocado com o Cruzeiro por Bruno Silva — Foto: André Durão/GloboEsporte.com

O clube carioca tem interesse em outros dois jogadores da Raposa: o lateral-direito Ezequiel e o zagueiro Digão, que passou parte da atual temporada emprestado ao Flu. Ezequiel tem vínculo até o meio de 2019 com o Cruzeiro, enquanto o contrato de Digão vai até o meio de 2020. O acerto deve ocorrer entre os clubes, sem ligação com a troca dos volantes. O Bahia também se interessa por Ezequiel.

Reserva no Cruzeiro, Ezequiel disputou 20 partidas em 2018 e não está nos planos de Mano Menezes. O Cruzeiro procura um lateral-direito no mercado. Já Digão não será aproveitado pela Raposa, que já tem Dedé, Léo, Manoel, Murilo e Cacá para a posição.

Jadson fez 59 jogos em 2018 pelo Fluminense. No Cruzeiro, seria a opção para repor Lucas Silva, que tem contrato terminando no meio do ano e não deve ficar na Toca da Raposa, e também Bruno Silva. Teria a concorrência de Henrique, Lucas Romero, Ariel Cabral e Éderson na posição de volante.

Dodô, lateral-esquerdo do Santos

Emprestado pela Sampdoria, da Itália, ao Santos, o jogador, que negocia a pemanência no Peixe, interessa ao Cruzeiro. A Raposa monitora o desfecho da conversa com o clube paulista. O contrato de empréstimo com a equipe santista prevê um valor fixo para a compra dos direitos do lateral no valor de 1,7 milhão de euros (R$ 7,56 milhões na cotação atual). Se o Santos não exercer a compra até o dia 31 de dezembro, o valor deverá ser inflacionado para R$ 11 milhões, aproximadamente.

Dodô pertence está emprestado pela Sampdoria-ITA ao Santos até 31 de dezembro — Foto: Ivan Storti/Santos FC

Dodô pertence está emprestado pela Sampdoria-ITA ao Santos até 31 de dezembro — Foto: Ivan Storti/Santos FC

O interesse do Cruzeiro já ocorre há mais tempo. O Flamengo também tem em pauta o jogador santista. Entretanto, o Santos também negocia a permanência. A diretoria do Peixe afirma já ter se acertado com a Sampdoria, mas ainda não entrou em acordo com o jogador de 26 anos. Na temporada, o jogador fez 53 jogos e marcou um gol.

Dodô chegaria para brigar por posição com Egídio, lateral absoluto do Cruzeiro em 2018. Patrick Brey também será opção em 2019. Já Marcelo Hermes não terá o empréstimo renovado.

Bruno Henrique, atacante do Santos

O atacante é um sonho antigo do Cruzeiro. No entanto, a Raposa, oficialmente, não apresentou nenhuma proposta para tirá-lo da Vila Belmiro. No dia 10 de dezembro, o presidente Wagner Pires de Sá revelou ao GloboEsporte.com que o diretor de futebol cruzeirene, Marcelo Djian, esteve em Santos para negociar troca de jogadores. Os nomes de Raniel e Sassá estariam entre as opções disponibilizadas pelo clube mineiro ao Santos.

Bruno Henrique interessa ao Cruzeiro, mas está na mira do Flamengo — Foto: Pedro Ernesto Azevedo/Santos FC

Bruno Henrique interessa ao Cruzeiro, mas está na mira do Flamengo — Foto: Pedro Ernesto Azevedo/Santos FC

O Flamengo apareceu como concorrente do Cruzeiro para ter Bruno Henrique, chegou a oferecer mais de R$ 20 milhões, além de o empréstimo de alguns atletas, ao Peixe. Num primeiro momento, a diretoria do Santos liberou o atacante para negociar com a equipe carioca, mas, depois, voltou atrás, o que irritou o empresário do jogador. A tendência é que Bruno Henrique não permaneça na Vila Belmiro.

Bruno Henrique chegou ao Santos em 2017, quando teve boa temporada. Neste ano, porém, sofreu uma lesão no olho logo no primeiro jogo do Paulista e ficou fora do time por 19 jogos – lesões musculares também atrapalharam o jogador.

Diego Pituca, volante do Santos

O volante Diego Pituca iniciou a temporada no Santos como atleta da equipe sub-23, terminou o ano como titular do time principal. E como pivô de uma discussão entre o presidente do clube, José Carlos Peres, e o empresário do atleta, Adalberto Almeida.

O presidente do Santos, José Carlos Peres, diz que o clube fez uma proposta para renovar o contrato de Diego Pituca – o atual vínculo termina em 2021, mas os valores se tornaram defasados com a ascensão do jogador. Adalberto Almeida, por outro lado, garantiu, num primeiro momento, que não negociaria mais com o Peixe e que o jogador já teria um acordo com o Cruzeiro.

Diego Pituca foi destaque no Santos durante a temporada 2018 — Foto: Ivan Storti/Santos FC

Diego Pituca foi destaque no Santos durante a temporada 2018 — Foto: Ivan Storti/Santos FC

Segundo Adalberto Almeida, para que um clube tire Pituca do Santos, basta pagar R$ 8 milhões. Peres, por outro lado, se apega a um valor muito mais alto, de R$ 50 milhões – o clube garante que o montante está previsto no contrato, ou seja, não é um cálculo que possa ser discutido.

Apesar de o agente do jogador, inicialmente, ter batido o pé, dito que não negociaria com o Santos, que o volante estava acertado com o Cruzeiro, e que restava um acordo entre Peixe e Raposa, depois ele recuou e disse que há apenas sondagens do Cruzeiro por Diego Pituca.

– Teve sondagem do Corinthians, do Cruzeiro… De vários clubes. Eu avisei a todos que para tirá-lo do Santos será preciso pagar a multa rescisória. Primeiro se acerta com o Santos. Depois, conosco – afirmou Adalberto Almeida.

Em 2018, o volante disputou 41 jogos, marcou um gol e deu três assistências.

Fonte: Reprodução Globoesporte.com


Deixe seu comentário, curta e compartilhe





Mais para você